Etiquetas

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

O Prometido foi cumprido!

4,6%

8 comentários:

Fatyly disse...

foi sim mas à custa de:

- Duzentos mil desempregados (fora os não contabilizados)
- outros que emigraram
- fecho diário de pequenas empresas
- economia ZERO
- contratação incontrolável de elementos para o o governo
- venda da ANA
- e FOMEEEEEEEEE MUITA FOMEEEE

e com tudo isto não há que lançar foguetes mas esperar por nova pancada já que é notícia de hoje:

"A receita da administração central ficou 880,2 milhões de euros abaixo do esperado em 2012, tendo o Estado arrecadado menos 1.642,4 milhões de euros em receitas com IRS e IRC em 2012, segundo a Direcção-Geral do Orçamento (DGO)."

Ainda resta saber o resultado do "brutal assalto de impostos" deste ano em que os duodécimos dos subsídios são rebuçados envenenados já que dão com uma mão e tiram com a outra.

Perguntarás...então que alternativas sugeres?

Teria várias e uma mais relevante é não confiar jamais nos actuais três maiores partidos que ao longo dos anos deram a prova real de como se destrói uma economia, indústria, pescas e sobretudo o estado social, para o qual quem descontou confiou no Estado como um fiel depositário...e a prova está à vista de todos.

A dança e estratégias políticas neste país mete-me nojo...pois em vez de olharem para o povo português...giram apenas em torno da sua cor, salvam e gamam o possível a favor dos seus familiares, segurança máxima, desconhecem por completo a "realidade no terreno" e tudo à lapa do povo!!!!!

Agora podes meter um processo contra mim!

Francisco Castelo Branco disse...

típico discurso de quem não reconhece o esforço dos outros. Se o défice fosse bem maior lá vinham dizer que o governo não cumpre.

Pela primeira vez em 10 anos o défice é cumprido na sua totalidade.
Com contas públicas desequilibradas, esses números eram bem maiores e preocupantes. A festa socialista acabou definitivamente.

Observador disse...

Não seria boa altura para Pedro Passos Coelho agradecer publicamente ao povo português?
Este número só foi possível graças a nós.
Unicamente a nós.

Francisco Castelo Branco disse...

Sim sim, mas os sacrificios continuarão. ele so vai agradecer depois de mandar a troika embora

Fatyly disse...

Não sou de nenhum partido e a tua resposta é típica de quem não reconhece o esforço de quem lhes é cobrado TUDO e não sabe minimamente sobre a vida de 99,9% do povo.

...é típica de quem não reconhece o esforço depois de muitos de quem por exemplo contribui com + 3,5% de sobretaxa...que num rendimento de 485€ é muito mais penoso de quem ganha 4.850€ por exemplo.

Não sou contra quem ganha muito e ordenados muito além do mínimo. Nada disso...sou contra sim o desmantelamento de uma sociedade que não sabe mais o que fazer. É certo que por exemplo ex-presidentes, ex-ministros, ex...ex...continuem a usufruir de "mordomias" como chofer, carro, gabinete, polícia à porta, etc. sei que é uma gota de água...mas o EXEMPLO DE POUPANÇA E CORTES NÃO DEVERIA VIR DE CIMA? Não deveriam de abdicar de muitas coisas...coisas retiradas ao povo como se este fosse o único causador desta tragédia toda? PPC tem razão em dizer que há reformas de valores muito acima do descontado, então que comece a fazer limpeza à casa...mas coragem humana e política onde está? Ou será que a inversão de valores é prioritária? Não se for eu sou presa, julgada, espoliada e condenada...mas se for um político qualquer...é perdoado e basta estar atento para sabermos que é verdade. Muitos advogados pagos a peso de ouro são para defender corruptos...mas, sem ser oficioso, pegar num processo de um Zé ninguém, lutar, vencer e não lhes levar nada ...são muito poucos e a esses só lhes posso tirar o meu chapéu e conheço alguns!

"Em 10 anos o défice é cumprido na totalidade" dizes bem...mas de onde vem a maior pouca vergonha de duas décadas...como o caso BPN e outros tais? Os criminosos onde estão? pois claro...estão no povo que trabalhou 40 anos e que agora é comido como parvo.

Se na hora de jantar ou almoçar, no conforto do teu lar consegues não pensar em "vidas completamente destruídas pela ganância de metas com cortes cegos a todos os níveis" e que vivem de uma malga de sopa que lhes dão sabe-se lá de onde...eu não consigo e sabes porquê? Porque eu já vivi este filme!

O povo está revoltado, mas calado, sou contra as manifestações e greves mas não condeno quem as faça...agora o SILÊNCIO preocupa-me e muito em breve, talvez em Março...este ribombar de foguetes de hoje...será talvez com menos "folclore" e troca de galhardetes mais entre PSD e PS que é uma autêntica vergonha!

Confiança dos mercados...mas quem é o idiota que virá investir em Portugal do faz de conta?
A salvadora de Gaspar foi a ANA e no próximo quem será?

Francisco desejo-te toda a sorte do mundo para ti e todos os teus, não quero de forma alguma, mudar a tua cor política e o teu/vosso cantar de vitória, mas temo muito...o "silêncio ensurdecedor" de um povo.

FIM!

Francisco Castelo Branco disse...

"...é típica de quem não reconhece o esforço depois de muitos de quem por exemplo contribui com + 3,5% de sobretaxa...que num rendimento de 485€ é muito mais penoso de quem ganha 4.850€ por exemplo."

O défice é relativo a 2012. Ora, o OE 2013 é que contempla esta medida e não OE do ano passado.


"Não sou de nenhum partido e a tua resposta é típica de quem não reconhece o esforço de quem lhes é cobrado TUDO e não sabe minimamente sobre a vida de 99,9% do povo."

Isto não tem nada a ver com comentários ou visões políticas mas com a vida pessoal de cada um, pelo que vou abster-me de comentar qualquer insinuação ou ataque. Mas digo que este ano e o ano passado o sacríficio foi repartido por todos. É mais falácia da esquerda dizer que só os mais pobres é que contribuiram, quando todos dizem que este aumento de impostos é um ataque à classe média.



"Se na hora de jantar ou almoçar, no conforto do teu lar consegues não pensar em "vidas completamente destruídas pela ganância de metas com cortes cegos a todos os níveis" e que vivem de uma malga de sopa que lhes dão sabe-se lá de onde...eu não consigo e sabes porquê? Porque eu já vivi este filme!"

É mais um ataque pessoal que não é objecto de discussão aqui no blogue.Não tem nada a ver com questões partidárias.

Em relação ao terceiro parágrafo só para dizer que foi o Governo de Passos Coelho que reduziu para metade os gastos no seu gabinete em relação a José Socrates e comparando o primeiro ano de Governo. Reduziram custos na ordem dos 2 milhões de euros.

Se quer mais igualdade, emprego, oportunidades, crescimento então deveria aplaudir estas boas notícias. Eu não vejo outra forma de relançar Portugal senão for com as contas equilibradas. Se calhar desejava que fosse tudo à borla não?

Fatyly disse...

Eu não digo que não sejam boas notícias mas subscrevo as palavras do Observador...foi graças a nós.

Claro que sei que é referente a 2012 e o que eu disse é que para além do que já passou, vamos ter nova carga e +3,5% que atacam sim os mais empobrecidos e sobretudo o pouco que resta de uma classe média. Irá gerar muito mais desemprego, falências e famílias insolventes porque há "monstros" do lado da despesa que não tocaram nem tocam porque não lhes convém e é sempre melhor ir pela via mais fácil e que caramba sempre com o olho de perderem as eleições!!!! Isto se não perderem ou perdermos tudo antes de...

Irá demorar anos, se não décadas para voltarmos a ter um Portugal produtivo e equilibrado poderia ser mais competitivo, porque quem quer ir mais além por ser INOVADOR, a panóplia de "papelada" necessária para pôr algo a funcionar...é de bradar aos céus!

PPC no primeiro ano de governação reduziu o quê?, mas aguarda pelo próximo semestre ou trimestre... e até já te poderia dizer o valor que consta no site do governo que já vai muito além de...e vou somando e reduzindo, não sou nem quero perceber jogadas políticas, mas contas é comigo! Certo?

Não Francisco jamais faço insinuações ou ataques pessoais e não vejo espelhado isso nas minhas palavras que são a minha verdade porque mal do país democrático, cujos governantes e aliados façam tudo apenas pelos seus ideais políticos e trate o povo como números, de preferência descartáveis. Agradeço que leias melhor e se achas isso, engano teu mas desde já deixo - UMA VEZ MAIS - as minhas desculpas!

Para terminar digo-te apenas: QUE NUNCA TIVE NADA DE BORLA mas aceito um café de "boa fé" do "que palácios de areia"!

Fica em paz!


Francisco Castelo Branco disse...

Este é um número importante. Não devíamos estar a olhar para questões partidárias neste momento. O que seria se os números fossem outros.

Share Button