Etiquetas

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Declaração do Drácula dos Impostos

A publicação das tabelas de retenção na fonte veio informar os senhores cidadãos de nacionalidade portuguesa dos impostos que terão de ser pagos durante este ano. Para ajudar a cumprir o défice e assim diminuir a dívida pública que nos permita regressar aos mercados já em Setembro, todos os portugueses serão forçados a contribuir de forma excessiva para que possamos todos em conjunto voltar a financiar-nos sem necessidade de ajuda externa. 

Se não sabe quanto vai pagar, basta consultar um qualquer jornal que ele indica-lhe o montante a pagar conforme o regime em que estiver inserido. Convêm recordar que só tem 5 escalões e não 8 como antigamente. Para compensar esta brutalidade alguns terão no seu vencimento o subsídio de férias e natal espalhados ao longo de 12 meses. Vê como o seu salário não é tão curto como aparentava?

Estamos perante uma situação excepcional e transitória, pelo que pede-se a compreensão de todos e ajudem o país nesta situação difícil, já que estamos todos no mesmo barco e se formos ao fundo não há bóias de salvação especiais para ninguém. Ou entramos todos no paraíso ou "morremos" todos afogados, portanto o melhor é contribuir para que Portugal não vá ao fundo do fundo. 

Estou eternamente grato por esta contribuição, espírito de sacrifício e sentido patriota. Como dizia alguém há uns tempos atrás, o que se está a pedir é para "bem da Nação". Tendo em conta esta vossa participação digna no cumprimento dos objectivos assinados, tenho a certeza que não será difícil no futuro contar com a colaboração. É por esta generosidade que os portugueses são o melhor povo do mundo. 

1 comentário:

Observador disse...

Pode ser que "o melhor povo do mundo" resolva saír da letargia em que se encontra.

Share Button