Etiquetas

sábado, 5 de janeiro de 2013

16- O Iluminismo

No século XVIII surgiu na Europa um movimento de intelectuais de elite que se denominou por Iluminismo, que durou entre 1650 e 1700.  O Iluminimo ou o Século das Luzes despontou essencialmente na Europa mas em particular em França, de onde surgiram os filosófos mais importantes da era como Montesquieu, Voltaire, Diderot e David Hume em Inglaterra. Poderíamos citar mais nomes, no entanto estes quatro foram sem dúvida aqueles que melhor souberam interpretar o momento histórico. Contudo, seria uma injustiça não referir Kant, Newton, Adam Smith ou Rousseau.

Esta foi uma época em que o poder das ideias se sobrepôs à política e também às armas. A maioria dos nomes citados utilizou o poder da razão para conquistar a sociedade e assim lutar contra as injustiças da Igreja e do Estado, que na altura tinham nas suas mãos o poder absoluto. Não havia nos Iluministas quaisquer intenções políticas, embora mais tarde tenha tido influência em correntes ideológicas. A actuação era apenas no campo da razão e da liberdade. Iluministas como Kant acreditavam que o uso da própria razão deve ser sempre usado de forma livre e nunca condicionado por qualquer acção política. 

Apesar de, em meu entender considerar que acção do Iluminismo não era no campo política mas da pura intelectualidade, a sua força veio a intrometer-se na política, especialmente nos países ocidentais porque foi aí que esta corrente filosófica se espalhou rapidamente. Durante esta época houve consolidação de estados-nação, expansão de direitos civis e a redução da influência de instituições hierárquicas. Foi o Iluminismo que forneceu uma base para a Revolução Francesa, a Constituição Polaca de 1961, Revolução Dezembrista na Russia. Além destes factos, há quem considere que o Iluminismo foi importante para o surgimento do Liberalismo, Social-democracia e socialismo. Não posso deixar de concordar com esta hipótese, especialmente no que diz respeito ao liberalismo, porque não se pode dissociar o facto dos iluministas quererem uma sociedade justa com direitos iguais para todos. São também estes os valores defendidos pelos que se afirmam como liberais.

Não haveria mudanças políticas na altura se esta corrente filosófica não tivesse aparecido e se imposto de uma forma rápida por essa Europa fora.

(continua dia 12)



1 comentário:

Morgan Nascimento disse...

Olá, parabéns pelo blog!
Se você puder visite este blog:
http://morgannascimento.blogspot.com.br/
Obrigado pela atenção

Share Button