sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Loureiro sem vergonha

Por esta altura do dia, João Loureiro estará a anunciar a candidatura a Presidente do Boavista. É o regresso do Presidente que esteve em funções de 97 a 2007 e que levou o clube à inédita conquista de um campeonato em 2001. Não se pode dissociar o Presidente deste enorme feito, que no entanto teve custos para o clube se a isso juntarmos a construção do Estádio do Bessa que levou o clube à falência e ajudou o Presidente a cimentar a sua casa.

Hoje o Boavista joga na 2ªdivisão nacional, equivalente a uma terceira divisão e o objectivo de Loureiro é que o clube regresse aos dias de glória, resta saber se para dar cabo definitivamente do clube ou para voltar a ser campeão. Acho vergonhoso o que João Loureiro fez ao Boavista e aos seus adeptos. Para o antigo e futuro Presidente valeu de tudo para ganhar, inclusivamente destruir o próprio clube, pelo que é indecoroso a vontade de Loureiro voltar ao clube. Se os sócios do Boavista tivessem alguma dignidade não permitiram que João Loureiro voltasse a meter os pés no Estádio do Bessa, contudo nesta altura o mais importante é salvar o clube, e ao que parece o ex-vocalista dos Ban tem a varinha mágica para o problema, a mesma solução da década 97-2007. 

A Federação Portuguesa de Futebol deveria impedir que isto sucedesse. Antigos Presidentes não deveriam voltar a poder exercer um segundo mandato numa situação destas. Claro que é utópico pensar assim, por causa do principio do livre associativismo e da democraticidade das instituições desportivas, no entanto penso que para João Loureiro deveria ser aberta uma excepção, a bem do próprio Boavista mas também do futebol nacional. No entanto julgo que este segundo assalto não terá um final feliz, ao contrário do que teve o primeiro mas sempre com benefício para Loureiro.

Escrevo estas linhas antes da apresentação, portanto sem saber o que João Loureiro dirá no discurso. No entanto, palavras como amor,clubismo, sentido de dever, voluntarismo, mudança e 1ª divisão deverão constar das suas linhas. Para bem do Boavista que isto seja uma presidência muito curta.....

3 comentários:

Observador disse...

É preciso ter lata!
E os sócios, terão memória curta?

Bem melhor, sabe-se lá, seria João Loureiro reconstruir os 'BAN' e cantarolar o (seu) mundo de aventuras.

Francisco Castelo Branco disse...

os sócios estão desesperados, mas tendo em conta a falta de alternativa é capaz de ganhar.

Kruzes Kanhoto disse...

Lamentável. Mas é de gente desta laia que o povo gosta.

Share Button