Etiquetas

domingo, 25 de novembro de 2012

Olhar a Semana - Está calado para isto

Todos nos questionamos sobre os silêncios do Presidente da República. De facto, Cavaco é um Presidente muito calado mas que intervêm nas alturas mais importantes. Esta semana, o PR veio justificar o seu silêncio. Afinal Cavaco está calado porque está a meditar sobre os problemas do país, respondendo de forma irónico às críticas que lhe têm sido colocadas.
O tom irónico e vingativo do PR foi absolutamente desnecessário, fazendo lembrar o discurso após a vitória nas eleições de 2011. Da mesma forma que não acho que Cavaco esteja alheado do país, também não concordo com estes ataques de loucura sempre que é criticado. O PR sempre foi uma pessoa insensível às críticas, daí que responda sempre de uma forma mais dura quando lhe apontam algum erro. Ora, não há nenhum PR que esteja imune às críticas, pelo que Cavaco não se pode sentir especial, no entanto há egos difíceis de perceber.

Nestes tempos difíceis, o PR não pode ter um silêncio de ouro, precisa de dar esperança às pessoas que não sabem o que fazer perante tanta austeridade injustificada. E o PR sendo uma figura respeitada e importante para os portugueses tem obrigatoriamente de falar ao coração das pessoas. A não ser que Cavaco discorde de tudo o que o governo está a fazer, ele tem o dever de dizer aquilo que pensa. Como o PR e o PM estão em sintonia, não há razão nenhuma para o Presidente meditar sobre tudo o que tem a ver com a política portuguesa. 

Além do mais, a nova forma de comunicação colocando posts no facebook não resulta e só mina a "credibilidade" do Presidente como de qualquer político com responsabilidades. É certo que vivemos na era das redes sociais, mas não podemos deixar que a política se transforme posts via facebook ou twitter. Se isso acontecer será a perda total de seriedade...

O argumento que o PR não se pode imiscuir nos assuntos do governo também já não colhe, porque o que estamos a viver é uma situação de emergência, até porque se o PR não fala agora também não terá legitimidade no futuro, caso seja necessário intervir na demissão e nomeação de um novo governo.



4 comentários:

Observador disse...

Temos um Presidente que começa a agravar os sinais de incapacidade.
Não tem que falar por cada espirro que se dá nem tem que sustentar um silêncio em alturas que o País precisa de uma palavra.
Estará, o senhor Cavaco, a deixar-se levar pela agonia governativa?
Cuidado! Se assim é nada de bom lhe auguro.
E um País que tem um Presidente assim, 'desidrata-se'.

Rural disse...

O Cavaco devia ser como o Sampaio, põe Santana tira Santana?
Ora a porra!!!

Francisco Castelo Branco disse...

oBSERVADOR

o silêncio de Cavaco por vezes é irritante.
neste momento de crise, uma voz serena e pacifica era importante.

Francisco Castelo Branco disse...

Acho que esta ultima intervenção roçou o rídiculo

Share Button