Etiquetas

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Lágrimas de Crocodilo?

Obama acaba de ganhar as eleições sem ainda ter tomado posse e já está a chorar. Estes momentos são raros até do ponto de vista mediático. Já alguém viu Cavaco Silva ou a chanceler Merkel a chorar? Não, e muito provavelmente nunca vamos poder ter o prazer de assistir a um momento tão íntimo.
Ao ver esta imagem, recordo-me do abraço de José Mourinho a Marco Materazzi após a final da Liga dos Campeões do ano 2011, em que a equipa do treinador português conquistou a champions quase 30 anos depois. Esta comparação serve para o "timing" deste acto mas também da publicação das imagens. Tal como no Santiago Bernabeu, Obama fez o teatro todo porque estavam lá as câmaras. Aliás, não é muito usual a publicação de um vídeo no youtube por parte de um Presidente Norte-Americano. 
O actual presidente gosta muito da via populista para conquistar os seus. Não é uma forma que eu aprecie particularmente num político, no entanto honra seja feita ao vencedor das últimas eleições que sabe usar muito bem esta técnica. Também assim se combate a impopularidade, o problema é que é mau um político, seja ele qual for, estar associado à via populista. Por muito que se queira chegar ao coração das pessoas, há outras formas políticas de o fazer. 
A grande questão é que o Presidente reeleito só tem mesmo estes argumentos políticos....

6 comentários:

Observador disse...

Que pena este texto!!!
Já não se pode chorar de alegria/comoção?
O caro Francisco sabe, por acaso, o que levou Obama às lágrimas?
Não, não foi no discurso da vitória.
Foi quando agradeceu o trabalho dos seus colaboradores. De pobres a ricos. De todos os que 'fizeram a estrada' com ele e prepararam tudo ao ínfimo pormenor.
Chamar populista a Obama por questões destas é de um mau gosto tremendo. Se ele falasse para as elites será que o censuravam?
Pelo amor de Deus!!!
Não gostar do homem é uma coisa, ser-se negativamente crítico sempre que Obama espirra é perseguição que não compreendo.
Isto é um argumento político, caro Francisco?

E, por favor, não compare Obama com Merkel e Cavaco. São incomparáveis a todos os níveis.
Cavaco a chorar? Só se fosse quando disse que não ganhava o suficiente.
Merkel a chorar? Desde quando a insensibilidade chora?

Desculpará, caro Francisco mas tive que dizer o que sentia.

Cumprimentos

Francisco Castelo Branco disse...

Caro Observador.

Porque razão não agradeceu Obama no discurso de vitória na terça feira? Qual a razão "politica" para este video aparecer em público, quando devia ser um momento privado?

Não questiono a generosidade de Obama, no entanto não percebo o surgimento deste vídeo. Tal como não compreendo os seus discursos.
Eu gosto de Obama, acho que ele usa muito bem a retórica e a imagem para conquistar as pessoas. Isso não é reprovável e eu disse-o no texto. Agora prefiro a outra via.

Ainda bem que o texto deu polémica.

Observador disse...

Caro Francisco
Uma das coisas que aprecio em si é a forma como reage, como responde. Sempre de forma elevada, mesmo quando em discórdia.
Ainda bem que assim é pois sinto-me mais à vontade para (continuar a) dar sempre a minha opinião.

Obama terá preferido agradecer à sua equipa numa situação informal.
Foi o que fez.
As imagens foram feitas, ao que julgo saber, não pelas televisões nacionais mas por uma regional (não sei se é assim que lá lhe chamam).

O texto não está a dar polémica, penso eu de que...
O que está é a fazer com que cada leitor seja sincero e diga de sua justiça. Concordando ou não.
E isto é salutar.

Os meus cumprimentos

Francisco Castelo Branco disse...

Ao ver os comentários a este vídeo noto que vão todos no sentido da sua opinião.
O que quis sublinhar neste post é a forma como Obama explora (e muito bem) este seu lado mais populista. Não consigo encontrar outra palavra.

E isto sim é a minha discordância.

Coloco uma questão: porque é que Cavaco não coloca cá para fora estes momentos com os seus colaboradores mais próximos?

E estranho que Obama não tenha feito um agradecimento geral no seu discurso de vitória. Perante o mundo inteiro.

Observador disse...

Cavaco, o insensível. É esse senhor a que se refere?
Que comparação!?!?

Cavaco chorou (?) quando manifestou a sua dificuldade em viver com tão pouco dinheiro.
Não. Limitou-se a esticar, mais, o queixo e a salivar para as câmaras.

Quanto a Obama estamos esclarecidos.
Temos as nossas ideias, ambas para respeitar.

Anónimo disse...

Materazzi, Gran Jugador y Gran Persona. Mourinho, Gran Entrenador y Gran Persona........

Share Button