Etiquetas

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Conclusão politica do OE

Uma coisa é verdade: PSD e CDS andam a sofrer politicamente e qualquer dia também na pele, pelos 15 anos de má governação socialista. Embora justificar o passado para se aplicar mais austeridade seja o mesmo que culpar os árbitros por uma derrota, há uma razão para termos chegado a este Estado. 
Deveria ser o PS e não a maioria de Direita a resolver os problemas que eles próprios criaram. Porque razão não consegue o PS obter a maioria absoluta mesmo estando o governo com o menor indíce de popularidade de sempre?

E há outra agravante no meio disto tudo. O Governo anda a cumprir escrupulosamente aquilo que o PS negociou com a troika e posteriormente assinado pelo PSD e CDS. Foi o Partidos Socialista que "negociou" estas condições. Pelo que, não resta outra alternativa ao PSD/CDS andar às ordens da troika. No fundo, não há margem de manobra porque o caminho a seguir já estava há muito traçado...........


É por tudo isto que o PS não apresenta uma única alternativa. Seguro faria a mesma coisa se fosse PM. O problema é que não o pode dizer por causa dos votos mas também da oposição interna que nem lhe bate palmas quando ele intervêm. Não há um caminho alternativo apontado pelo líder do PS no que toca a matéria de impostos, redução da despesa, e mais grave, relançamento da economia. Uma coisa é fazer um discurso todo bonito com estes três itens, outra coisa é apontar soluções concretas. Nada disto tem feito António José Seguro. O PS só tem um discurso retórico e demagogo porque está preso ao memorando da troika. Mas isto é política, no entanto a situação de instabilidade em que vivemos obrigava a outro tipo de postura por parte do maior partido da oposição. Colocar o país à frente do interesse partidária é um acto de humildade que só fica bem, até porque Seguro nem de longe está preparado para ser PM.


3 comentários:

João Guerreiro disse...

O PS é responsável pela actual situação, assim como o são o PSD, o PP, tal como os partidos da oposição. Todos os últimos Governos têm vivido como se não houvesse amanhã, gasta-se hoje e paga-se depois de amanhã, pois nesse dia já os ministros não estarão em funções governativas, poderão estar em Paris, na UE, na ONU, ou simplesmente numa PPP qualquer.
Venha de lá o dinheiro que o Povinho paga, mesmo com a língua de fora. Os Governos gastam perdulariamente e a oposição permite!
Por que será necessário pagar salários e mordomias a tantos deputados quando existe "disciplina de voto"? Melhor seria pagar apenas um salário a cada partido, independentemente da percentagem de poder (ou mandatos) que detivesse.
O PS cometeu demasiados erros e o actual Governo não pretende corrigir seja o que for, apenas atribui responsabilidades ao passado. Os partidos agora presentes no Governo não estão isentos de responsabilidades, também fazem parte do despesismo, eles também gastaram no passado. Por quê manter contratos ruinosos com as PPP, por quê vender um banco de milhões por tostões, por quê não criminalizar os políticos responsáveis pelo actual estado da nação? E muitos mais porquês existem por responder.
O problema é a falta de ética e de moral dos políticos todos e não deste ou daquele partido ou Governo. Gostaria de saber o que aconteceria se ninguém fosse votar, excepto os políticos que votariam neles mesmos!
Abraço
JG

Rui da Bica disse...

"Tirar o cavalinho da chuva" é uma boa tentativa, nestas situações ! ...
O que me impressiona é a "memória tão curta" dos portugueses !!!
Não me espantaria muito que Sócrates possa até vir a ser trazido em ombros para novo mandato ! :((( ... ( a ignorância de um povo !!!)
José Seguro não está suficientemente credível, O BE e o PCP não têm qualquer hipótese, a coligação está a pagar pelo desgaste, as medidas imperiosas que muitos não compreendem e que até lhe atribuem a responsabilidade ! ...
Há porém uma coisa que acho mal na coligação : é a falta de firme intenção de envolvimento do PS na implementação de novas medidas ! Até agora teria sido natural e relativamente coerente. Daqui para a frente começa a ser muito mais complicado !
Marginalizar o PS neste momento é desresponsabilizá-lo e dar-lhe armas !
.

Francisco Castelo Branco disse...

Caro Rui da Bica, é o PS que se tem colocado ao lado por simplesmente não apresentar uma unica proposta...

Share Button