quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Seguro por um fio


Numa altura em que o país atravessa um momento complicado, António José Seguro vem com esta proposta. Enquanto que António Costa vem fazendo discursos de verdadeiro líder da oposição, o actual secretário geral responde com "brincadeiras" constitucionais. 
Para além do Timing não ser oportuno, a proposta não faz sentido. Além do mais, Seguro está abrir a porta a uma revisão constitucional há muito desejada pelo PSD. Se o processo de revisão for iniciada, Passos Coelho terá a oportunidade de fazer as alterações que há muito pretende, em particular aquelas que o impediram de acabar com os subsídios de natal e férias para os funcionários públicos.

António José Seguro tem errado nos timings. Primeiro foi o silêncio aquando do anúncio da TSU, agora vem apresentar uma medida totalmente fora do contexto dos tempos em que vivemos. Que querem os portugueses saber do corte dos deputados? Não será por aí que o deficit público vai diminuir......

 O seu timing dentro do PS, também parece que se está a esgotar....

2 comentários:

Observador disse...

É por essas e por outras que questiono se há alternativas ao governo.
Não suporto os que lá estão mas quem estará em condições de se perfilar para o efeito?

António Costa era, seguramente, o homem certo mas, se bem se lembra, foi afastado quando o empurraram para a CML.

Francisco Castelo Branco disse...

Costa também não é a pessoa certa.

Não penso que seja por causa da oposição que ainda não houve dissolução.

No entanto, Seguro pode ter uma vitória nas próximas autárquicas e com isso afastar Costa. O problema é que Costa não perde Lisboa...

Share Button