quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Para onde vai ele?

Francisco Louçã anunciou o adeus ao Parlamento 13 anos depois. O líder histórico do BE termina assim a sua actividade parlamentar nas vésperas de passar o testemunho à dupla Catarina Martins e João Semedo. A atitude de Louçã é de louvar. Não sendo ele o novo Coordenador BE, teria que se retirar do Parlamento para não fazer sombra a nenhum dos líderes. O actual coordenador é duro nas palavras, tem posições que podem ser discutíveis consoante a cor política, mas sair do Parlamento ainda antes do debate sobre o OE e deixar a nova dupla brilhar, é de registar. 
Louçã protagonizou os melhores debates com os Primeiros Ministros que passaram nos últimos 13 anos. Só havia animação parlamentar quando chegava a vez de Louçã discursar. O Parlamento e o país sempre aguardavam com expectativa aquilo que ele tinha para dizer. E normalmente havia sempre algum trunfo na manga. Recordo o primeiro debate mensal de Pedro Santana Lopes em que Louçã se dirigiu ao recém empossado PM como "Dr.Santana Lopes".  Apesar de ter debatido com muitos PM´s, foi com Socrates que o ainda coordenador do BE se desentendeu mais. 

Saindo do Parlamento e da Coordenação do BE, como será a vida de Francisco Louçã? Talvez daqui a uns anos o vejamos como potencial candidato à Presidência da Republica de toda a esquerda. Vai ser curioso verificar se Louçã adoptará a partir de agora uma posição mais moderada do que aquela que aparentava no hemiciclo da AR.



2 comentários:

António Horta Pinto disse...

Embora nem sempre concorde com Louçã, também acho que ele é um dos nossos melhores parlamentares, senão mesmo o melhor.
Vai fazer imensa falta, ao Parlamento e à vida democrática.

(Um àparte: como foi dar comigo e com o blogue Ponte Europa?)

Francisco Castelo Branco disse...

Caro Antonio

foi através da pesquisa do blogger.

Share Button