Etiquetas

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

E qual é o rumo senhor Ministro?

O Fernando explica muito bem neste post, o que se está a passar dentro deste governo com a paranóia da austeridade. Agora é a proposta de redução do subsídio de desemprego que cai por terra. E porquê? Primeiro porque esta proposta não foi discutida em concertação social, mas sobretudo por causa da pressão da rua, em particular da CGTP. 
Se por um lado, a iniciativa do governo é positiva; não se compreende como é que em tempos de crise se reduz o valor do susbsídio de desemprego, por outro lado a atitude revelada, demonstra falta de rumo e de um caminho por parte do Executivo. Se num dia é apresentada uma proposta com toda a pompa e circunstância, no outro ela cai por terra e a solução que virá a seguir não é seguro que vá ser a decisão final.
O problema de Gaspar e Coelho não é a austeridade em si. É o não saber onde ir buscar o dinheiro, porque todas as propostas apresentadas são vistas como um atentado à dignidade dos portugueses. O OE tem de ser aprovado o mais rapidamente e ainda há duvidas sobre a sua composição final. Não se percebe como é que o governo, desde a proposta suícida da TSU ainda não acertou nenhuma medida. Com tanta confusão e falta de estudo não percebo como é que Vitor Gaspar ainda tem credibilidade externa. 

Será que o excel do Ministro está com vírus?

Sem comentários:

Share Button