sábado, 6 de outubro de 2012

Cinismo e hipocrisia não são características que se recomendem, Governador Mitt Romney


Começo hoje a minha colaboração neste espaço.
O desafio que me foi dirigido foi o de apresentar aqui a perspectiva de alguém que reside fora de Portugal (Macau) acerca da conjuntura política actual em Portugal e no espaço asiático, sobretudo na zona em que resido.
À primeira vista, olhando para o título do post, fica a sensação que não tem nada a ver com qualquer das vertentes citadas.
Em boa verdade, tem tudo a ver com a segunda.
Mitt Romney, enquanto candidato do Partido Republicano às próximas eleições presidenciais nos Estados Unidos, tem pautado a sua actuação em campanha eleitoral por um discurso profundamente anti-sínico.
Nada de muito grave, ou surpreendente até, não fosse dar-se o caso de se tratar de um discurso também profundamente cínico e hipócrita.
Barack Obama afirma que Mitt Romney lucrou muito com a deslocalização da produção de algumas das suas empresas para a China.
Não sei se há alguma verdade nesta afirmação e, por isso mesmo, não entro por esse caminho.
O que sei, até porque é público e deu origem a investigações que ainda estão em curso no Estado do Nevada, é que Mitt Romney tem, como dois dos maiores financiadores da sua campanha, dois magnatas do Jogo em Macau - Sheldon Adelson, o patrão da Las Vegas Sands, que detém vários investimentos em Macau, entre eles o maior casino do Mundo, o Venetian Macau; e Steve Wynn, o homem forte da Wynn Macau ("I'm a Macao boy!!", dizia Steve Wynn recentemente) que já avisou as autoridades reguladoras americanas que está disposto a abdicar de todos os investimentos em solo americano, e das licenças a eles associadas, para se manter em Macau.
Estes dois magnatas, que estão a ver as suas fortunas crescer diariamente com o (muito!!) dinheiro que estão a ganhar em Macau, são contribuintes bastante generosos da campanha de Mitt Romney.
Esse contributo, esses financiamentos, são feitos, em grande medida, com dinheiro ganho em Macau.
Dinheiro esse que é proveniente das mesas de Jogo e, sobretudo, dos grandes apostadores.
Grandes apostadores que, por sua vez, na sua quase totalidade, são oriundos da ......China!
Ver, e ouvir, Mitt Romney diabolizar a China e, ao mesmo tempo, estender a mão para receber os generosos donativos dos magnatas do Jogo em Macau, receber alegremente dinheiro proveniente da China, faz-me sempre recordar o inesquecível Captain Louis Renault (Claude Rains) em Casablanca, chocado por saber que se jogava o Rick's Cafe enquanto recebia alegremente os lucros daquela noite conseguidos nas mesas de jogo.
Funcionou muito bem no magnífico filme de Michael Curtiz.
Veremos se também assim acontece nas eleições norte -americanas.

13 comentários:

Francisco Castelo Branco disse...

Bem vindo e boa estreia.

Romney pode jogar com o dinheiro todo que entender...

Prof Ms João Paulo de Oliveira disse...

Folgo saber que o ilustre jurista Pedro Coimbra - residente em Macau - foi convidado para deixar seu viés neste reflexivo espaço cibernético, que tem como escopo trazer à baila temas palpitantes da contemporaneidade!
Caloroso abraço! Saudações cronistas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Diadema-SP

Observador disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Observador disse...

Chama-se a isso, à atitude de Romney, dar com uma mão e tirar com a outra.

Incoerência e cinismo são pratos fortes na ementa de Mitt Romney.

Abraço

Pedro Coimbra disse...

Obrigado, Francisco.
Sempre que tiver oportunidade, vou passar por aqui e vou deixar algumas opiniões.

Também eu tenho a esperança que, por muito dinheiro que invista, Romney e os seus comparsas (com interesses muito obscuros) não conseguirão vencer Obama.
Era o que nos faltava agora!

Caro Prof. João Paulo de Oliveira,
Um desafio que me da gozo e prazer.
E, como eu até gosto de desafios, aqui estou de boa vontade e peito aberto.


Antonio,
Francamente acho que seria uma catástrofe termos agora os Estados Unidos governados pela turma do Tea Party.
Por favor, não!

Francisco Castelo Branco disse...

O problema é que com Obama também não. O actual Presidente falhou.

Romney é um abastado que pensou que com o dinheiro ganhava a eleição

Pedro Coimbra disse...

Francisco,
Obama falhou na vertente economica, sem duvida.
Em contrapartida, o capital de esperança e a lufada de ar fresco que trouxe para a política, eram algo muito necessário.
Num segundo mandato, com mais experiência, com outra conjuntura política e economica a nível mundial, acredito num melhor desempenho.
Algo que creio ser impossível com aquela gente sinistra que rodeia Romney.

Francisco Castelo Branco disse...

Espero que Obama cumpra o prometido em relação a Guantanamo.

Como está dito no post acima.

Pedro Coimbra disse...

Inteiramente de acordo.
Outra das áreas que ficaram por cumprir.

Francisco Castelo Branco disse...

A questão primordial é que Obama ficou pelo discurso. Daí a desilusão a nivel interno mas também externamente, se bem que neste ultimo ponto Obama tenha cumprido ao tornar os Estados Unidos mais dialogante com as denominadas forças do mal.

Cumpriu ao retirar do Iraque e Afeganistão

Fatyly disse...

Pedro Coimbra
Gostei do que li já que mostra o lado "cínico e hipócrita" de Mitt e oxalá que Obama consiga vencer para calar as bocas do mundo.

Não cumpriu algumas coisas que prometeu pelos motivos que sabemos, mas prevalece a maioria pela minoria ao contrário de muitos outros Presidentes mundiais que tudo prometem mas nada, mesmo nada é feito.

Um abraço

myra disse...

espero que ganhe Obama!!!

Pedro Coimbra disse...

Fatyly e myra,
Eu acredito que Obama vai ganhar.
E espero que assim seja.
Porque romeno, e os tipos que o rodeiam, são perigosos.
Procurem na rede porque e que Sheldon Adelson apoia Romney.
Uma pista - a PBS ajuda.

Share Button