domingo, 30 de setembro de 2012

Olhar a Semana - o povo é sereno?

As recentes manifestações em Espanha e Grécia deixam-nos todos a pensar se aquilo vai acontecer em Portugal. 
Com o avolumar das dificuldades e a crescente contestação, a situação portuguesa pode muito bem equiparar-se à Grécia. Contudo, nem os portugueses são violentos nem a situação nacional se pode assemelhar a cada um dos países.

Na Grécia as contas foram alteradas e em Espanha os bancos geriram mal os dinheiros. Apesar de tudo em Portugal ainda há uma réstia de esperança, embora que ténue. Ao contrário de gregos e espanhóis, os portugueses são responsáveis e estão a enfrentar a crise com enorme civismo e sentido de responsabilidade. No fundo, sabem que há uma enorme necessidade de cortar.

É visível que a contestação em Portugal está a aumentar e o sentimento anti-troika é cada vez mais generalizado. É possível que a onda aumente, mas o espirito mantenha-se.

Outro facto importante é a vontade política. Quer do governo, parceiros sociais e oposição. No campo político, a intervenção do PR foi importante para manter a calma popular. Também foi importante a reunião de concertação social realizada esta semana, visto que permitiu juntar todos os intervenientes rumo a um consenso. Pelo menos todas as partes apresentaram propostas. É já um sinal positivo.

Vemos as imagens do nosso país vizinho e questionamos até quando durará a dita paz social. Não se prevê uma invasão ao Parlamento visto que dificilmente alguém consegue chegar lá acima. No entanto, com a greve e a aprovação do OE prevêem-se mais manifestações.

Espera-se é que o povo seja sereno....

1 comentário:

desculpeqqc disse...

a serenidade pode ser confundida com morte lenta? isto tudo parace uma espécie de agonia...

Share Button