quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Esta coligação é um disparate

A coligação Governamental atravessa a sua pior fase. Isto porque o anuncio de mais medidas de austeridade parece ter sido uma facada nas costas do parceiro de coligação do PSD. O CDS não estava à espera de mais austeridade e a questão da RTP não estava nos planos do acordo alcançado há ano e meio.

Bem pode argumentar Relvas que a coligação está bem e recomenda-se mas é notório um certo mal estar. Portas aceita uma primeira austeridade, mas não aceitará uma segunda. Como também não concorda com a venda da RTP. 

Nunca como agora o CDS teve tanto poder, até mais do que há quatro anos. 

A resposta de Gaspar às preocupações de João Almeida foram o inicio do desentendimento. Além do mais,  Portas ainda não falou publicamente sobre isto, o que quer dizer que vem aí problemas, mas é uma certeza que o lider dos centristas não está contente com a actual situação. 

No fundo existe um quebrar de compromissos por parte do PSD e todos sabemos o quão Portas gosta de honrar os compromissos. Sendo aliás, essa uma das marcas de todo o grupo parlamentar. 

Ao contrário dos outros problemas do país, a troika não pode interferir no rumo que os dois partidos ideologicamente definiram, pelo que ou o governo cede ou então abrir-se-à uma crise política que em nada convêm neste momento.

Sem comentários:

Share Button