Etiquetas

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Sobre as praxes académicas

O inicio do ano escolar está aí à porta e como é habitual na maior parte das universidades as praxes são um ritual obrigatório. 
Muitos são aqueles que para se integrarem no meio universitário participam em brincadeiras saudáveis. No fundo, as praxes servem para ajudar os mais novos a se ambientarem a uma nova etapa da sua vida. Contudo, desde algum tempo a esta parte, estas práticas têm sido alvo de queixas por parte dos mais novos. A situação de existirem abusos por parte dos mais velhos é cada vez mais recorrente, sendo que os mais novos não podem sequer esboçar uma reacção contra aquilo que lhes é imposto. Primeiro porque não têm essa coragem depois necessitam de se ambientar a uma nova realidade.

Não se pretende acabar com as praxes, até porque alguma delas são bastante divertidas e fazem sentido. Esta proposta é de louvar e vem trazer maior transparência aos práticas realizadas. Não se pode confundir tradição académica com barbaridade e selvajaria, e também não se pode incluir no conceito de praxe, abusos e violação dos direitos humanos. 

Porque é disso que muitos se queixam.

Sem comentários:

Share Button