Etiquetas

domingo, 1 de julho de 2012

A vergonha veio um ano depois

O facto da semana mais importante, isto se excluirmos o Portugal-Espanha e as emoções do Euro 2012, foi a condenação do deputado Ricardo Rodrigues (numa sanção pecuniária) relativo ao caso do suposto roubo dos gravadores aos jornalistas da Sábado durante uma entrevista realizada por aquele diário.

O actual deputado foi condenado por atentado à liberdade de imprensa. Haveria sem duvida crimes mais adequados a este acto, mas o tribunal decidiu punir moralmente por "um atentado à liberdade de imprensa". É curioso a condenação. Atentar contra a liberdade de imprensa já não é censurar mas sim ter atitudes de criancinha mal comportada, porque efectivamente Ricardo Rodrigues não "roubou" nenhuns gravadores.

Como consequência deste acto, irreflectido ou não, o actual deputado abandonou a direcção parlamentar do PS onde era vice-presidente. Eu disse acto, mas o que levou à demissão de RR foi a condenação do tribunal e não o seu acto, que poderia ou não ser objecto de absolvição ou não. É de louvar o passo dado por Rodrigues, mas há muito que o deputado devia ter abandonado a direcção, ou então deveria ser a Direcção de António José Seguro a tomar uma atitude. Como nenhum dos dois teve a arte para dar esse passo, ficou-se à espera da decisão do tribunal. Como a justiça é lenta, Rodrigues foi ficando no Parlamento sem qualquer peso na consciência. Consciente sim que a sua atitude em levar emprestado os gravadores foi para seu benefício próprio. O Partido nunca esteve nos problemas morais do agora ex-vice presidente.

Ao menos desta vez, a decisão do tribunal teve consequências. Em casos passados, nem o próprio tribunal conseguiu demover um político do seu tacho.

Não há aqui qualquer ilegalidade por parte de Ricardo Rodrigues, o problema é saber porque teve problemas de consciências só quando o tribunal o decidiu condenar............, porque no fundo a própria decisão acaba por ser rídicula.

Sair por atentado à liberdade de imprensa? Por muito mais que isto, há ministros e PM´s que continuam sentadinhos no seu lugar quentinho.....

Sem comentários:

Share Button