Etiquetas

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Qual o Passo seguinte?

O verão político promete ser pouco movimentado, na linha do que tem sido habitual ao longo do tempo, o Verão é mesmo para descansar.
Contudo, para Pedro Passos Coelho a época balnear será de profunda reflexão, isto porque há matérias sensíveis que deverão ter uma resposta logo na reentré política marcada para Setembro.

A questão que deve tirar o sono ao actual Primeiro-Ministro é uma eventual remodelação governamental capaz de atacar mais um ano de crise. Já se percebeu que Alvaro Santos Pereira está na corda bamba, até porque foi do seu ministério que saiu a primeira baixa a nível de secretários de Estado neste executivo. Não deverá ser dificil mandar embora o Ministro Álvaro de volta para os Estados Unidos, mas se o fizer PPC está a dar razão aos críticos. Miguel Relvas também tem sido questionado, mas o número 2 do governo não cairá facilmente. O que se esta a passar é claramente uma vendetta socialista, embora o braço direito de Passos Coelho não seja uma flor que se cheire.

No entanto, o PM não deixará cair tão facilmente Miguel Relvas até porque num debate quinzenal recente fez a sua defesa publica, em pleno Parlamento para que o país pudesse ouvir. Se houver mais licenciaturas recordes, PC tem de ter uma atitude, no entanto logo rapidamente a polémica do curso será esquecido, até nova história entrar pelos media dentro.

Relvas e o Álvaro são as duas preocupações de Passos Coelho, havendo a promessa de novos ataques a estes dois ministros.
Para além da remodelação, Passos tem de se preparar para anunciar ao país novas medidas de austeridade. Será inevitável mesmo que o próprio e o Ministro das Finanças tentem a todo o custo aguentar o barco. No entanto, não vai ser fácil ao PM pensar em mais medidas, visto que no ultimo orçamento Coelho foi além da troika.

O país aguardará com expectativa o que aí vem, mas antes importa gozar o sol e as praias que temos. Isso nenhuma troika poderá nos tirar esse prazer.

Sem comentários:

Share Button