terça-feira, 12 de junho de 2012

Ideias Politicas : a ideologia no nosso sistema parlamentar II

Uma democracia constituida por partidos muito centrados na sua própria ideologia pode ser um perigo?
A questão tem muito interesse, visto que no nosso quadro politico não há muitos partidos que se centram unica e exclusivamente a sua actividade numa unica ideologia. Sob este prisma podemos considerar os partidos de esquerda que defendem têm um forte cariz ideológico a acompanhar as suas doutrinas e valores.
Se puxarmos mais para a direita, reparamos que os dois partidos de centro são bastante voláteis na defesa dos seus principios, actuando tanto ao centro como ao centro esquerda ou centro direita.
É principalmente aqui que a discussão se torna útil fazer.


Acredito que um partido deverá centrar-se apenas numa unica ideologica.Quem defender que os partidos não têm ideologia mas sim doutrinas e valores, acho que devem basear a sua actividade com base num unico ponto para assim se demarcarem dos restantes partidos e consequentemente conseguirem chegar mais facilmente aos eleitores.
Na minha opinião, a identificação de um partido faz-se não só pelas pessoas que o compõem mas sobretudo e essencialmente pelo "caminho ideológico" que trilham. É fundamental que cada organização estabeleça os seus critérios e aponte para uma solução.

O nosso espectro político é composto por dois partidos que têm esta pureza ideológica que falo. Os partidos de poder, PS e PSD variam muito consoante o lider. Nota-se muito no PSD de Passos Coelho um cariz liberal, mais virado para a Direito do que é costume nos sociais-democratas. Ao invés, o PS há muito que deixou a sua marca de esquerda, passando a actuar mais ao centro.

Sobre o CDS, será feita uma análise mais detalhada, pelo facto de estarmos perante um partido que não tem essa pureza ideológica que tanto faz falta aos nossos partidos com assento parlamentar.

(continua dia 18...)

Sem comentários:

Share Button