Etiquetas

domingo, 10 de junho de 2012

10 de Junho - dia de Portugal, Camões e das Comunidades portuguesas

Hoje é dia de repensar Portugal. O passado, presente e o futuro da Nação merecem, mais que nunca, uma forte reflexão.

“Ou nos salvamos a nós ou ninguém nos salva” é a opinião epressa pelo presidente da comissão organizadora das comemorações do Dia de Portugal, António Sampaio da Nóvoa, neste 10 de Junho.

Não posso deixar de concordar com o reitor da Universidade de Lisboa. A maior responsabilidade no processo de (re)colocar Portugal na rota do progresso e levar a cabo as reformas estruturais constantemente adiadas e necessárias, é de todos nós.

Para o professor, o futuro “está no reforço da sociedade e na valorização do conhecimento, está numa sociedade que se organiza com base no conhecimento”. Nada mais acertado, ao contrário daqueles que ainda defendem um Portugal baseado em salários (ainda mais) baixos.

Sampaio da Nóvoa não escamoteou a importância do destino europeu: “A Europa não é uma opção, é a nossa condição”. Mas a União, em seu entender, precisa de uma nova divisa: “Liberdade, diversidade, solidariedade”. Tal como Portugal, também a Europa atravessa um período em que se exige reflexão e novas abordagens para a uma saudável e próspera União a 27.

Sem comentários:

Share Button