domingo, 27 de maio de 2012

Olhar a Semana - A rivalidade para além do clubismo

A semana que agora finda, fica definitivamente marcada pelos acontecimentos que se registaram na Quarta-Feira em pleno Pavilhão do Dragão. A vitória do Benfica sobre o FCP em Basquetebol é um justo prémio para quem foi melhor ao longo da época.
Não interessa analisar o plano desportivo, mas convêm fazer uma reflexão sobre a rivalidade entre dragões e águias, sobretudo ao nível do conflito norte-sul.
Em pleno século XXI e com a democracia por demais instalada, não faz sentido falar em Norte e Sul, e muito menos em superioridade de um sobre o outro. No entanto, parece que alguns dirigentes do nosso quotidiano não sabem separar as águas entre o que é o desporto e o resto. O que se passou no Dragão Caixa foi mais um episódio entre equipas rivais, mas sobretudo o alimentar de um ódio que ultrapassa a as cores clubísticas. No fundo, por detrás disto há uma enorme rivalidade regional causada por quem anda no futebol há tempo de mais.
Quem perde com estas cenas e com as declarações dos dirigentes é o desporto em si. Como se viu, não é só no futebol que estas situações acontecem. Não interessa a modalidade, o problema é mesmo as personagens envolvidas.
As declarações proferidas por LFV e PC deveriam ser repudiadas, até a nível governamental, porque como dizia um falecido relatador desportista "é disto que o meu povo gosta". É este tipo de guerrinha que vende jornais, alimenta a rivalidade e no fim provoca a violência que passam por esse mundo fora. Pior do que as cenas de violência, é a tentativa de ambas as partes justificarem as atitudes tomadas. Sendo que ninguém dá o passo em frente para fumar o cachimbo da paz, é de esperar novas cenas de violência num futuro próximo. E se o Secretário de Estado do Desporto começasse a agir?

Sem comentários:

Share Button