Etiquetas

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Um lider inseguro e fraco

A reunião do grupo parlamentar do PS decorreu ontem sob o signo da instabilidade. Tudo porque, a sombra de Socrates e o fantasma de António Costa pairam no hemiciclo socialista. A demissão de Pedro Nuno Santos, as recentes declarações de Isabel Moreira e o já famoso lançamento do livro de Costa, levam a concluir que Seguro tem os dias contados no Largo do Rato. Mesmo que a sua liderança dure mais meio ou mesmo um ano é certo que a sua presidência há muito que deixou de fazer sentido.

Não se trata de uma questão de competência ou falta dela. Há dois factores essenciais : Primeiro porque um lider que tem de gerir uma bancada eleita com a confiança de um ex-lider, tem sempre dificuldades de se impor perante essa mesma tribuna. Estar na oposição e com uma maioria forte e sólida é uma tarefa herculea para o lider opositor. Depois, como já referi atrás, ainda há sombras e fantasmas a pairar por aqueles lados.

Seguro está apenas a evitar aquilo que é uma certeza e a sua continuidade só vai fazer mal ao próprio mas também ao Partido Socialista. Dificilmente Seguro consegue aguentar o barco até às legislativas de 2013. Seria preciso um agravamento enorme da situação económica do país, e o que se está a verificar é precisamente o contrário.

O bloco está partido entre os socráticos e os não-socráticos/apoiantes de Costa.

Sem comentários:

Share Button