Etiquetas

terça-feira, 17 de abril de 2012

A religião no nosso país

O estudo apresentado pelo Publico e pelo Expresso é bastante interessante do ponto de vista social. Há medida que a sociedade da informação e própria globalização têm cada vez mais influência nos nosso dia a dia, a religião vai ganhando menos adeptos e poder junto das pessoas.

Com a abertura das fronteiras a outras religiões, o catolicismo vai perdendo influência. Também é de notar o decréscimo de jovens que são católicos. No entanto, a percentagem ainda é alta mas está a diminuir. Curioso é que, enquanto que os católicos diminuem, os crentes sem religião aumentam. E quem são os crentes sem religião? São aqueles que acreditam em algo, mas que não seguem as práticas de qualquer ordem.

Haverá certamente motivos que expliquem esta diminuição do número de católicos em Portugal. O facto das pessoas já não se agarrarem tanto à fé, para que esta resolva os problemas de cada um. Não será alheio a questão do Papa Bento XVI não ter tanta popularidade como tinha João Paulo II.

No entanto, é curioso que aqueles que se afirmam como católicos continuam a praticar os rituais. Se o número de crentes diminuiu, os que fazem parte da estatística acreditam profundamente na sua fé. No fundo, a fé é algo que nasce com eles e que certamente irá morrer dentro dessas pessoas.

Há a salientar o facto de Portugal ainda ser um país com forte preponderância religiosa e onde esta é encarada com a maior da seriedade.

Sem comentários:

Share Button