segunda-feira, 2 de abril de 2012

A Grande Viagem dos Salmões - Salmodiana é raptada XXII

(...)

Os dois salmões andavam à procura de Salmodiana. Correram o coral para a encontrar, mas nem um sinal dela, e já estavam a começar a ficar preocupados, até que um salmão preto foi ter com eles.

- A Salmão que vocês andam à procura foi levada por um grupo de salmões reais. Dirigiram-se para norte em direcção ao Rio Joz. Vi que estava um Salmão diferente dos outros, pelo que achei estranho - concluiu Salziz.

- Eu bem logo vi que eles ainda não tinham terminado. Isto é uma vingança e o que eles querem é chatear-me - disse Salmolipe.

- Que fazemos agora? - perguntou Caglão.

- O melhor a fazer é ires ter com o resto do grupo. Subam o rio, enquanto que eu vou à procura dela. Assim que conseguir irei ter convosco para continuarmos a nossa luta. A esta hora Salmonisco e os outros já devem estar a subir o rio deles. - concluiu Salmolipe.

- Eu não te vou deixar ir sozinho. És apenas um contra muitos. - Asseverou Caglão.

- Pois, mas também não podemos deixar os outros guiarem-se sozinhos. Vai ter com eles. Não te preocupes, eu fico bem.

- De acordo. Boa sorte.

- Obrigado. Para vocês também.

E os dois salmões despediram-se, seguindo caminhos diferentes.

Entretanto, Uki e Uka avistaram os seus pais ao longe. Pararam de brincar na esperança que os seus progenitores lhes trouxessem alimento. Havia há muito que só comiam erva e estavam com alguma fome. No entanto, desta vez os Ursos Pardos não tinha conseguido nada. Nem para si, pelo que os dois pequenos teriam de esperar mais algum tempo, até porque a subida dos salmões ainda estava para acontecer. Dali a duas semanas, os gigantes regressavam ao rio.

(continua dia 4...)

1 comentário:

daga disse...

Será que o Salmolipe se vai redimir das asneiras feitas? Será que vai conseguir salvar Salmodiana depois de a ter abandonado?

Share Button