Etiquetas

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Cemitério dos tabagistas

O próximo combate do governo é diminuir o consumo do tabagismo também fora dos restaurantes, bares e discotecas. Para evitar que muitos acabem enterrados no Marlboro Country, PPC e o seu executivo vão colocar restrições à venda de tabaco, nomeadamente a jovens. Porque é na juventude que o vício começa.

Aqui entramos na discussão sobre se é dever do Estado educar ou impedir as pessoas de se divertirem. Penso mesmo que o Estado não deve entrar na cabeça do jovem nem mesmo da familia, eles que são os primeiros a aconselhar os mais pequenos a não fumar. As campanhas de sensibilização deviam ser a prioridade estatal e não proibir a venda em máquinas, até porque se em relação ao alcóol a fiscalização é quase inexistente, no caso do tabaco também haverá forma de chegar aos mais novos.

O consumo do tabaco não é uma praga nem nenhum mal da sociedade. A sua inalação passa essencialmente pela cabeça de cada um, até porque há males bem maiores que não são devidamente punidos. Embora hoje em dia o ar esteja mais limpo.

Sem comentários:

Share Button