sexta-feira, 27 de abril de 2012

Casos de Justiça célere

Se há casos de justiça celére, os dois casos apresentados são prova disso mesmo.
Na Islândia e no Paquistão, os PM´s estão a contas com a justiça. Um por causa da crise que assolou o país do gelo e o outro por simplesmente ter deixado reabrir um caso de corrupção em que estava envolvido o Presidente daquele pais.
O caso de Geeir H.Haarde é conhecido de todos. A falta de fiscalização originou o colapso do sistema bancário islandês e a chegada da crise financeira. Acho que Gordon Brown fosse islandês também não escapava...
O PM paquistanês não deixou que um caso envolvendo o Presidente fosse reaberto. Por isto também foi punido.
Em certos países, como em Portugal, ainda há certos sectores que são impunes à justiça. E quando a dita os atinge, os processos demoram anos. Não me parece que, quer a Islândia quer o Paquistão, sejam países mais desenvolvidos social e economicamente que Portugal. No entanto, nestes países não há justiça para ricos nem para pobres.
Servem os presentes exemplos para demonstrar que é possível levar à justiça, pessoas que têm uma certa impunidade, como é o caso dos políticos. O caso FREEPORT foi um daqueles exemplos em que todos nós continuamos a achar que "faltou" qualquer coisinha....
Se fosse na Islândia ou no Paquistão....

1 comentário:

expressodalinha disse...

Para não falar no BPN e no Portucale!

Share Button