segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Sem Witsel ...nada feito

À hora que escrevo, o jogo Guimarães-Benfica ainda não acabou mas pelo que os encarnados (não) estão a jogar, o resultado irá permanecer por certo em 1-0 para os da casa.

A segunda deslocação consecutiva resultou numa nova derrota, apesar de ainda conseguir manter a liderança do campeonato, mas agora por dois pontos, o que tornará o clássico de dia 2 de Março um autêntico jogo de sobrevivência.

Não há que tirar mérito ao Benfica deste ano, e há que lembrar que se trata da primeira derrota no campeonato, mas a realidade é que quando Jesus começa a inventar nada feito. Já aconteceu a época passada, e este ano teve o primeiro capítulo em Guimarães. Com a necessidade de fazer um jogo racional, contido e inteligente, JJ prefere lançar a equipa em ataque total com Nolito,Aimar, Gaitan, Rodrigo e Cardozo. Para que estes homens entrem é necessário tirar um dos médios. O sacrificado só podia ser Witsel que fazia a ligação meio campo ataque e assim deixava Aimar "sozinho" na posição 10. Infelizmente o mago não pôde cumprir a sua função porque estava demasiado recuado. No fundo, a fazer a posição do belga. E com um Rodrigo ainda a recuperar de uma lesão, tornava dificil alimentar os alas e o ponta de lança.

Se Jesus não joga assim na Luz, convêm perguntar porque razão o belga entrou em campo por volta dos 60 minutos quando o Benfica perdia. Por certo, que jogar assim em Guimarães não é o ideal e ainda por cima quando um ponto até seria o mal menor. Assim, o Benfica perde três, fica pressionado porque ainda tem de ir a Coimbra, e mais do que isso é aos encarnados que interessa vencer o titulo, porque o FC Porto até agradece ficar em 2º para mandar Vitor Pereira embora e contratar Domingos.

Com a derrota em Guimarães, Domingos Paciência tem agora a porta dos dois grandes aberta....

Sem comentários:

Share Button