segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

A traição segundo Ricardo Sá Pinto

Terminou hoje o vinculo contratual de Domingos com o Sporting. Aquele que em Alvalade foi considerado herói e que vinha revolucionar a equipa leonino saiu ao fim de 7 meses, com uma final da taça na bagagem.
Apesar do mau arranque, a equipa estabilizou e só uma derrota natural na Luz interrompeu o ciclo vitorioso leonino. Depois veio a lesão de Rinaudo e a equipa caiu a pique. O saldo são 16 pontos do lider, 8 do 3º lugar , queda na Taça da Liga mas uma presença no Jamor sempre prestigiante, embora com ajudas exteriores.
Se alguém que podia recuperar este Sporting, Domingos era o único. Mesmo entre os treinadores a Liga, Paciência sempre foi o mais competente e o passado prova isso mesmo.
Só que o Sporting não muda, mesmo com diferentes dirigentes. Entrou Godinho e com ele Freitas e Duque, duas caras do passado. Freitas trouxe Domingos, embora muitos da estrutura do Sporting não o vissem com bons olhos, pela falta de titulos mas também pelo coração azul e branco do anterior técnico bracarense.
Mal a equipa deu o primeiro tombo e os arautos da desgraça vieram carregar sobre um treinador que com uma defesa de papel e um guarda redes de aviário, estava a três pontos dos dois lideres Benfica e FC Porto. Mesmo assim, o sábio treinador sempre avisou que o caminho era longo, mas a notoriedade sportinguista foi mais além e quis o titulo de imediato mesmo perante um Benfica demolidor e um FC Porto seguro.
O senhor que se segue é Ricardo Sá Pinto, treinador dos Juniores e um conhecido sportinguista. Ricardo, coração de leão esperou o seu tempo sabendo que Domingos cairia a qualquer momento, mesmo que uma entrevista suspeita não tivesse a mínima importância. Já vi este filme? Sim, com Paulo Bento, que nunca foi bem amado pelos adeptos.
Com Sá Pinto vai acontecer o mesmo. Adorado no inicio, desconfiado no meio e odiado no fim.
Em poucas palavras, o actual treinador do Sporting há muito que estava na calha para suceder a Domingos mal este tivesse os primeiros insucessos, porque a estrutura leonina não deixa que adeptos do FC Porto ou Benfica tenham sucesso no reino do leão. Lembram-se de Mourinho?
Ricardo Coração de Leão conseguiu o objectivo de treinar o seu Sporting, mas agora terá muitas dificuldades para devolver o clube de Alvalade aos êxitos, porque vai acontecer o que sucedeu a muitos, embora pela primeira vez em muitos anos Domingos Paciência tenha sido um treinador com capital junto dos adeptos.

3 comentários:

Fernando Vasconcelos disse...

Com ajudas exteriores a presença na final da Taça? Oh meu caro Francisco o jogo estaria arrumado na primeira parte com o golo mal anulado ao Capel e com o fora de jogo mal assinalado ao Insua ... o resto foi compensação dos erros anteriores. Ajuda? nem por isso. Quanto a esta decisão foi um dos maiores erros de direcção que vi cometer no Sporting. Paralelo com este só o do Robson. Adorado? Não por mim embora obviamente lá estarei para apoiar a equipa como sempre. O desacordo com esta escolha faz-se e mostra-se noutro local, não no estádio. Nem comento o "guarda-redes de aviário" porque não deve ter visto os jogos do Sporting este ano. O Patrício já por uma dezena de vezes salvou o Sporting. É um excelente guarda-redes que tem é verdade pontos fracos como todos. Tenho muita pena que Domingos tenha saído. Ele é o meu treinador. No resto (o pouco que resta :-)) subscreve-se.

Francisco Castelo Branco disse...

Caro Fernando,

Quanto ao patrício, apesar das boas defesas não é um guarda redes que dê segurança.
Não tem uma boa defesa, mas acho que o Sporting consegue ter melhor keeper. Marcelo parece uma boa solução.

O problema no Sporting é que as decisões são tomadas e decididas por um grupo de pressão que não se sabe quem é mas que caminha por Alvalade. Já vi isto no meu clube e o Vieira acabou com os papagaios.

Domingos é o treinador ideal para o Sporting neste momento de transição entre ter uma equipa competitiva mas de construção.
Apesar dos resultados, Domingos estava a construir bem com uma equipa com bons jogadores. É estranho terem-lhe dado menos tempo que Paulo Sérgio ainda por cima tendo sido Domingos um caso do defeso e uma aposta de Godinho e Carlos Freitas.

Na minha opinião, Sá Pinto já se estava a posicionar para ser treinador do Sporting. Daí que o titulo devia ter sido "A traição segundo Ricardo Sá Pinto".

E isto já não é a primeira vez que acontece no Sporting. Ao menos deixavam domingos ganhar a taça que tanto fez para chegar à final.
O argumento que foi eliminado da taça da liga não colhe.
Tem de haver algo por trás e o sporting já nos habituou a facada destas.

Penso que este era um ano decisivo para o Sporting porque se deixasse continuar Domingos, na próxima época estavam mais fortes. Agora não, vão ter que reconstruir tudo outra vez. E Freitas não vai lá estar porque apostou em Domingos. Como este saiu...

expressodalinha disse...

Tanto tempo que se perde com o Sporting. Imagino se eles ganhassem alguma coisa. Uff!

Share Button