Etiquetas

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

PRODUTIVIDADE E FERIADOS

De acordo com um recente estudo do Eurostat, Portugal está a meio da tabela dos países que trabalham mais horas. A França e a Finlândia, por exemplo, trabalham menos horas. O estudo conclui pela impossibilidade de estabelecer uma relação entre crescimento económico e número de horas de trabalho. O problema não é trabalhar pouco. É trabalhar mal. É indispensável uma boa gestão e reformas estruturais adequadas a um enquadramento económico favorável.

3 comentários:

Fatyly disse...

Pois o mal é precisamente esse, muitos trabalhadores trabalham muito melhor do que quem os chefia...mas se abrem o bico ou dão ideias...oh vais-te embora e é já!

Francisco Castelo Branco disse...

sim, existe muita repressão no mundo do trabalho

é o chamado mobbing

daga disse...

Realmente não é a quantidade mas sim a qualidade do trabalho que interessa!

Share Button