quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

O Caso Casa Pia terá um fim?

Hoje o tribunal vai dar a conhecer aos arguidos neste processo, a decisão dos recursos interpostos por estes.

Quase um ano e meio depois da sentença proferida em 1ªInstância, este caso terá um fim no dia de hoje com a leitura da sentença na Relação.

Justo ou injusto, com inocentes presos ou culpados lá dentro, o caso Casa Pia será recordado como um processo complicado, moroso e pouco digno para a nossa justiça. Houve de tudo neste caso que começou com uma denúncia anónima mas que teve o seu desenvolvimento na praça publica e na comunicação social.

Independentemente das questões de justiça que vierem a ser decididas, o que importa é realçar a trapalhada que foi este processo. Pior será se no futuro viermos a descobrir que alguém foi preso inocentemente ou se é o mais fraco que vai acabar por pagar.

Como já foi dito, este processo para além de ter sido uma vergonha para a nossa justiça, marcou o inicio da era dos chamados "processos mediáticos" por envolver pessoas conhecidas da vida pública portuguesa. A partir deste mediatismo, a comunicação social começou a ter um papel importante e preponderante não só na divulgação dos factos mas também como domou a opinião publica em relação aos arguidos, transformando "culpados" e "inocentes" à sua maneira.

A questão principal que se levantou neste processo foi a lentidão do processo. Sendo que não é admissível que este processo tenha demorado 10 anos.

Por tudo isto a questão colocada no título é legítima porque o debate na praça pública vai continuar a ser feito.

3 comentários:

Fatyly disse...

Estou totalmente de acordo e sei que já foram proferidas as sentenças e no que toca a Elvas vai ser repetido na 1ª. Instância. Soube pela minha mãe, porque hoje não ouvi, nem li, porque estive de serviço numa de SOS avó e como tal a tv não é ligada, excepto quando acabamos de jantar e me sento com elas a ver um filme.

Nunca tomei partido e ponho sempre a questão se de facto há inocentes nos culpados e culpados nos inocentes.

expressodalinha disse...

Uma justiça lenta é como se não houvesse justiça.

daga disse...

Neste caso realmente não houve justiça, porque é inadmissível que se demore 10 anos a julgar crimes e pior ainda que a comunicação social interfira, "transformando «culpados» e «inocentes» à sua maneira"! É como julgar em praça pública.

Share Button