domingo, 26 de fevereiro de 2012

Justiça (Im)popular

A recente decisão do Tribunal de Lousada em não ter condenado o principal suspeito de ter raptado Rui Pedro por falta de provas merece um aplauso. Não a questão técnica que não apreciaremos mas a forma como o Tribunal não se deixou pressionar pela pressão popular que quis linchar um homem antes de ele ser julgado e mesmo depois da justiça legal o ter declarado inocente.
É uma vergonha que o povo se manifeste daquela forma e tenha aquele tipo de comportamentos em frente a um orgão de soberania. Tudo com a conivência da comunicação social que deu um maior destaque à revolta popular. Este é um caso semelhante à questão Maddie. Também na altura, quando o tribunal chamou os pais, foi feito logo um levantamento popular contra Kate e Gerry culpando-os de um acto que nunca cometeram. Infelizmente estas são situações cada vez mais frequentes e presentes na nossa justiça. Se o tribunal não condena, não há problema porque o povo está cá para fazer a sua própria justiça. E tudo porque a comunicação social conseguiu convênce-los que aquele sim era o verdadeiro culpado. E o único possível. No dia do julgamento lá está o povão a fazer fila para que o réu ouça das boas antes de entrar e quando sair leve os primeiros tabefes.

Já que estamos a falar de casos de justiça, é importante que depois da decisão da Relação relativamente ao Caso Casa Pia as teorias da cabala e do coitadinho parecem ter acabado porque foram 6 os juízes que decidiram as penas dos condenados, mas ao que parece há quem tenha direito de aplicar algumas manobras dilatórias...

4 comentários:

Fatyly disse...

"É uma vergonha que o povo se manifeste daquela forma e tenha aquele tipo de comportamentos em frente a um orgão de soberania. Tudo com a conivência da comunicação social que deu um maior destaque à revolta popular."

e acrescentaria ou estenderia o mesmo comportamento a ambos os advogados.

Nunca entrei em julgamentos populares, tento sempre perceber ambas as partes, formo uma opinião que raramente digo e este caso como outros pecam por tardios e há várias lacunas no Acórdão e o porquê? não sei. Apenas sei que um desaparecimento de um filho deve ser HORRÍVEL! e recordo o caso do "gangue do MUltibanco" quem descobriu o corpo da jovem através de um simples anel? Pois é... e os pais, os elos sempre mais fracos aguardam informações, o que estão a fazer e o silêncio é quase sempre...nem tenho adjectivos!!!

Falas do caso de Maddie, primeiro o povo deu todo o apoio aos pais e de um dia para o outro mudaram de postura...afastamento de investigadores etc, etc. e houve uma autêntica salada de informação e contra-informação e porquê?

mas mantenho a mesma pergunta: o que lhes aconteceu? onde estão? quem praticou tamanho crime?

e queria ver mais empenhamento e menos folclore.

Também acho que a justiça deveria trabalhar com a imprensa escrita e falada, como em alguns países e também não haver tantos e tantos recursos... que originam a morosidade dos mesmos!

Quanto ao processo da Casa Pia, digo o que disse desde o início: muito mal formalizado, não haver gravação para "memória futura", uma tortura para as vitimas...e condenaram com razão ou sem ela "a raia miúda" porque os grandes devem estar a rir, onde? não sei!
"Quando houve a Revolta dos Gansos" o então PR e a sua querida 1ª dama, bem como o Provedor e afins, desvalorizaram o que jamais deveriam ter desvalorizado...e o crime já era uma constante, mas o conhecimento a todos nós, começou aí...e nada fizeram!

e fico-me por aqui porque quando a política mete o bedelho onde nunca deveria meter, alteram-se as leis conforme as ondas.

É a minha leitura dos factos e oxalá que consigam melhorar a Justiça em muita, mas muita coisa e sobretudo TODOS fazerem um curso intensivo de Relações Humanas e psicologia!

Há casos horríveis e também concordo que quem julga deve ter uma formação nada influenciável, ser totalmente IMPARCIAL...e com imenso estômago, o que para alguns é humanamente impossível!

daga disse...

A justiça tem de ser feita nos tribunais, não pode ser feita "na rua" nem na comunicação social! estamos em democracia com divisão tripartida de poderes... ou será que estamos a caminhar para a anarquia?

Francisco Castelo Branco disse...

´fatyly não acredito que acredita na teoria de que foram os pais os autores do crime...

Fatyly disse...

FCB
No caso da Maddie? Jamais vou em teorias e sinceramente não sei se foram ou não, e não faço condenações à toa, condeno-os apenas a eles e a todos os pais: já que deixaram 3 crianças sozinhas e foram para um local "bem afastado curtir, bebendo e num país que não conheciam",

o que no seu país eram logo penalizados... Certo?

Foi confirmado que além de terem bebido em excesso, antes haviam dado um ligeiro calmante aos garotos e abdicado da ama do Resort...isto foi confirmado em ou pelo tribunal - seão teorias? Acho que não!

...e neste caso, pelo muito que li, julgo que houve mais uma "desaparecimento ou ocultação de cadáver" do que rapto.

Por quem? Não sei e e como tal pergunto e se realmente os pais estão inocentes?

Lamento é a falta de fio-de-back entre as autoridades e os pais (estes por vezes têm de ser autênticos detectives, persistentes e lutadores (o caso do Gang do MUltibanco) porque apesar da nossa PJ ser uma das melhores do mundo... também têm ovelhas ranhosas... "aos comandos"...

e que deus me guarde!!!

Share Button