Etiquetas

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Dublin desobedece a Merkozy....

A Irlanda anunciou que vai realizar um referendo ao novo tratado orçamental europeu. Mais uma vez os irlandeses impedem o avanço da resolução da crise europeia, isto na perspectiva pró-sarkozy/merkel. Por outro lado, esta decisão pode salvar a Europa, se estivermos do lado anti-Merkel/Sarkozy.

Depois de não aderirem à Constituição Europeia e de um primeiro "não" no referendo ao Tratado de Lisboa, os Irlandeses voltam a baralhar as contas europeias. Curioso que seja Dublin a ter esta iniciativa, mas esta cultura democrática sempre foi um apanágio dos povos britânicos, apesar de algum eurocepticismo.

Com a realização do referendo a Irlanda vai mais uma vez discutir a Europa com o seu povo, ao contrário do que acontece na maioria dos países, como por exemplo Portugal. Estas questões que se levantam servem exactamente para a Europa seja discutida e debatida em profundidade. É interesante e corajoso por parte do governo irlandês em contrariar o que foi decidido no ultimo Conselho Europeu. É que a Irlanda está sob resgate financeiro e podia servir os interesses alemães e franceses simplesmente por estar amarrado ao memorando da troika. Ao contrário de Passos Coelho, o governo de Dublin não cede a pressões exteriores, até porque os seus "amigos" ingleses deram o primeiro passo em se afastarem das politicas Merkozy.

A probabilidade do povo irlandês votar não a esta fantochada do eixo franco-alemão é enorme e a possibilidade das ilhas britânicas ficarem cada vez mais isoladas nesta Europa confusa cresce cada vez mais....

3 comentários:

daga disse...

sempre gostei dos irlandeses! são um povo que conseguiu ver-se livre do "jugo" inglês (excepto no norte), o que é muito difícil...

Fatyly disse...

Mas por cá todos os governos + a Santa Madre Igreja ODEIAM referendos e como tal, fazem o que querem.

É que na Irlanda apostam na EDUCAÇÃO!

Francisco Castelo Branco disse...

concordo

os governos evitam o referendo porque se tiverem um resultado negativo acham que é um cartão amarelo à sua governação.

mas o povo portugues é quase todo pró-europa

Share Button