quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

A China como motor da Europa 5º acto

É interessante o tema da globalização e da Europa. Apesar de rivalizarmos com os Estados Unidos em termos económicos a entrada da china no mercado europeu através de Portugal pode ser muito importante para o nosso continente em termos financeiros mas também em relação à política.

Esta é uma realidade positiva para a Europa, pois de certeza que as exportações irão crescer e nunca serão os Estados Unidos os principais beneficários. É verdade que teremos de dar contrapartidas mas os chineses não são uzeiros e vezeiros de querer mandar na nossa vida interna. Veremos até que ponto o investimento chinês será importante na Alemanha e na França e como é que em termos politicos isso vai mudar a arrogância destes dois países.

Para além da partilha por parte do eixo franco-alemão dos beneficios da união monetária, como já referi é preciso que as Instituições comunitárias funcionem em pleno e haja de facto uma democracia na União dos países, já que na Europa dos povos essa é uma realidade. Porque se isto não acontecer teremos certamente uma Europa a duas velocidades, o que criará dificuldades de crescimento e competitividade com os demais rivais económicos.

5 comentários:

expressodalinha disse...

Não vamos ter a duas velocidades. Vamos ter uma dentro e outra fora.
Qunto aos chineses, também já tinham investido na Grécia no porto do Piréu. Eles têm uma estratégia de tomada paciente do poder... económico. E têm necessidade de exportar. Vamos ver o que essa conjugação dá. Se a Europa não recuperar poder industrial, antevejo um desequílibrio total.

expressodalinha disse...

... que não interessa a ninguém.

Fatyly disse...

...nem ao menino jesus:)

expressodalinha disse...

Se a Grécia cair vamos ter uma guerra civil entre gregos. Talvez isso anime a economia europeia, com a vende armas, rações de combate e hospitais de campanha.

daga disse...

A curto prazo, a entrada da China pode ser positiva,mas no futuro... veremos.

Share Button