quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Alberto, o grande mentiroso?

Alberto Contador foi recentemente suspenso do Ciclismo durante dois anos por lhe ter sido confirmado um controlo anti-doping. Para além foi-lhe retirado o titulo de vencedor do tour que venceu em 2010 e o Giro de Italia de 2011. Contador venceu as edições 2007, 2009 e 2010 do Tour de France, recaindo as esperanças de ele conseguir bater o recorde de Lance Armstrong no que toca a vitórias na prova francesa.

Há quem o veja como o novo Lance Armstrong mas também quem o olhe com desconfiança e esta decisão veio acabar com a credibilidade do ciclista espanhol. Apesar do recurso e de clamar inocência, Contador dificilmente recuperará a imagem de um batoteiro, ainda por cima para quem queria ser o novo Armstrong, pode aqui ter acabado com a sua carreira desportiva.

Nos ultimos anos muitos têm sido aqueles vencem o Tour de France mas mais tarde são apanhados na malha do Doping.

Armstrong também foi suspeito, como não poderia deixar de ser mas até hoje nada lhe foi detectado, pelo que o norte-americano continua a ser um grande campeão.

Já Alberto Contador não.

10 comentários:

RdaC disse...

Convém informar-se primeiro bem sobre as coisas e mesmo assim não ficará com certezas absolutas...Há muitas coisas muitíssimo nebulosas em todo este processo, desde a quantidade tão ínfima do tal produto proibido (mas comprovadamente utilizado para acelerar o crescimento do gado vacum) que nem deu para analisar, até ao facto de tal produto só ser eficiente e detectável no próprio dia em que é tomado( Dr. Pierre de Mondenard, maior especialista francês em medicina desportiva, entrevista ao L'Équipe), sendo que o produto foi detectado no dia de descanso da Volta à França, quando Alberto Contador já era nessa altura o camisola amarela, controlado todos os dias... A menos que o corredor seja manifestamente doido, o que não parece...De resto, o TAS não apresenta, no seu relatório final de 98 páginas, uma única prova da utilização do produto como doping, mas apenas "maior probabilidade de"...e condena o ciclista nessa base...(XIV-Conclusion/512 a), coisa absolutamente impossível de acontecer em qualquer tribunal civil onde se practica, à falta de provas concludentes, a presunção de inocência...A justiça desportiva, pelos vistos, é outra coisa...pode condenar sem provas e até pode condenar também o corredor ao pagamento de 2.450.000 euros a favor da UCI por prejuízos e danos ao ciclismo...Um processo que levou quase dois anos (porquê, se era tão evidente?...) e que é tudo menos claro...Eu diria, mesmo muito escuro!...

Francisco Castelo Branco disse...

eu li o relatório e não fiquei com duvidas.

e o meu post vai no sentido de "perguntar" se ele é um mentiroso.
não é uma afirmaçao

Francisco Castelo Branco disse...

se o queriam tramar porque não fizeram o mesmo com Armstrong?

RdaC disse...

O título do post é claramente uma interrogação e quanto a isso, nada a dizer. No entanto, o teor do segundo parágrafo e especialmente a última frase do post parecem-me indiciar indubitavelmente um sentido de opinião sobre o ciclista...Se a intenção não foi essa, melhor.
Quanto ao Armstrong...eles ainda não desistiram, repare que ainda hoje foi noticiada a condenação do Jan Ulrich que já se retirou, salvo erro em 2007...Quem atirou a toalha ao chão foi a justiça norte-americana...
Já agora... eu aprecio muitíssimo as proezas do Contador e do Armstrong, mas penso que devem ser, como qualquer outro ciclista, severamente punidos dentro do quadro penal existente se comprovadamente existirem provas dos ilícitos, se não nos ficarem dúvidas de que fizeram batota e defraudaram a nossa confiança. Claramente não existem essas provas e, no presente caso do Contador, o atropelo ao "in dubita pro reo" é evidente e evidencia outros interesses, sejam eles quais forem. Nem que seja apenas a "necessidade" de condenar para justificar a existência...

Francisco Castelo Branco disse...

repare bem que eu estabeleço um paralelismo.

Enquanto que em relação a Armstrong ninguém duvida que foi pela sua força e capacidade que conquistou 7 Tours.

Já em relação a Contador sempre existiram duvidas.

É essa comparação que faço, porque de facto são dois excelentes ciclistas. Muito acima da média.

Em relação à ultima frase, Contador por causa disto não será visto como um campeão.

e isto tudo por causa destes acontecimentos, haja ou não provas a verdade é que a imagem de contador fica manchada, quer ele prove ou não a sua inocência.

é esse o objectivo do post

e não fazer um ataque a contador. Não aprecio as suas qualidades enquanto corredor mas não deixa de ser um excelente ciclista.

Francisco Castelo Branco disse...

também por causa dessas duvidas, o ciclismo está como está

Anónimo disse...

Meus caros, dos grandes do ciclismo o único que nunca causou duvidas nas suas proezas foi Edie Merkx..... O maior de todos os tempos.

Abraço

DCS ( retired ATP)

Francisco Castelo Branco disse...

e armstrong

Anónimo disse...

Edie Merkx tem maior palmarés ....excepto em tours de France!


DCS ( retired ATP )

Fatyly disse...

Adoro ciclismo e há muitos anos que acompanho o Tour, as tricas e dicas e sempre comparei o Amstrong com Edie Merkx pela sua garra, atitude e feitio que era calmo mas quando o "cutucavam" virava leão:)
Em 2004 o puto do Contador já mandava bitaites para a imprensa sobre o Boss e as suas seguidinhas 7 taças do Tour, que a meu ver não era mais do que dor de cotovelo.

O tira teimas do bom ou mau, ou predador(chamem o que quiser) ciclista era sempre no Mont Ventoux onde Marco Pantani pedalada a pedalada com Amstrong num sufoco desgraçado, quase apeados, passaram por Contador e todos os considerados bons trepadores, Contador fez um ar de "puto malcriado" a Lance e este impávido e sereno. Mesmo quase sobre a meta, Amstrong deixou que Pantani ganhasse. Mais tarde Pantini foi afastado por ter sido apanhado no doping, e dois ou três anos depois morreu ou matou-se com uma overdose.
Era e é nesta montanha que os que ganham numa acelaração doida, que nem setas mostrava sempre que ali havia algo...tal como aconteceu com Ramussen e Ulrich e outros que foram afastados.

Em 2006 já sem Amstrong, Contador foi envolvido na "Operation Puerto" do qual foi ilibado (ele e mais quatro colegas) na então Liberty Seguro e recordo-me de um artigo em que Amstrong que não tinha papas na língua e que sabia que Contador não o gramava disse quase numa certeza absoluta que Contador era um grande ciclista e que acreditava na sua inocência.

Em 2007 Contador ganhou pela desqualificação de Michael Ramussen e foi o ano que houve mais "positivos no Tour e no Giro de Itália e também um pouco em 2008, graças ao famoso "EPO da nova geração" minha nossa, em todas as etapas havia sempre algum que era expulso... uma vergonha.

Venceu em 2009 mas não sei, foi uma volta muito sem ânimo, talvez por ter gostado demasiado de Lance e não apreciar o pedalar desengonçado de Contador:)

Em 2010 rebentou a bronca e aqui subscrevo inteiramente o comentário de RdaC e só acrescentaria que segundo Contador, só podia ter sido de uns bifes de vaca que um amigo trouxe de Espanha e que todos comeram no dia do descanso.

A pressão mediática sobre Contador durante o Giro de 2011, foi obra nojenta porque demoraram tempos infinitos sobre a decisão/confirmação e muitas vezes dizia...mas este parvo ainda irá ao Tour de 2011? Não foi e nem à de Espanha sem ter o resultado que tardou.

Digo isto tudo porque LANCE AMSTRONG TEVE UM CANCRO E FOI ABANDONADO POR TODOS e voltou em grande com uma panóplia de medicamentos que tinha de tomar e ainda hoje o perseguem...mas continua a ser um campeão

e Alberto Contador também o é...porque tudo isto demorou tempo demais e há muitos interesses envolvidos, quais não sei, mas dou-lhe o meu total beneficio da dúvida e se de facto é inocente?

e com todas estas modernices a mais em termos de mecânica e bicicletas XPTO...não poderia deixar de recordar os feitos do nosso Joaquim Agostinho que foi tramado por um cão!

Share Button