Etiquetas

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

A grande Viagem dos Salmões - Que caminho? VII

(...)
A grande viagem para chegar aos rios onde Salmonão estava preso era dificil e bastante perigosa. Para além de terem de ultrapassar vários inimigos mais poderosos que eles, tinham de enfrentar as diferentes temperaturas e mares que iriam surgir pelo caminho.

Um dos problemas a enfrentar eram os rios que secavam e podiam matar alguns salmões. Também as fortes tempestades eram inimigas destes peixes que eram vulneráveis às fortes correntes.

Durante a viagem existiam sempre conflitos entre os próprios salmões porque ninguém queria passar pelos mesmos sustos e havia quem sugerisse um caminho diferente para chegar ao destino principal. Um dos membros que mais conflitos gerava e era acusado de criar mau ambiente era Salmolipe, um salmão encarnado que sempre quis ocupar o lugar de Salmonisco.

Estavam os salmões tranquilos a passar o oceano quando cerca de 200 salmões ficaram para trás.

- Se não me querem acompanhar e salvar o nosso companheiro, tudo bem. Mas não vão por outro caminho diferente pois assim estão a arriscar as vossas vidas. Por lá existem muitas baleias azuis que vos engolem num minuto e com a ajuda dos golfinhos e tubarões, ficam atolados e de lá não conseguem sair. - avisou o Líder.

- O melhor mesmo é voltarem para casa e não arriscarem a vossa pele. Não queiram chegar primeiro só por arrogância e vaidosice. O caminho que vós tomarão é bastante perigoso - continuou.

- A tua atitude é que é arrogante, Salmonisco - Todos os anos vamos pelo mesmo caminho e as perdas são inúmeras. Arriscamos a vida por nada e ainda por cima somos levados para a boca dos ursos. Todos nós sabemos que existem milhares de ursos à nossa espera em cima dos rios e tu continuas a insistir no mesmo na mesma estratégia. Os que são mais fracos e têm menos força estão naturalmente mais vulnerávies. É óbvio que queremos salvar Salmonão, mas não estamos dispostos a ficar pela metade quando sabemos que existem outras possibilidades - replicou Salmolipe.

- Que sugeres então meu caro?

- Podemos dar a volta pelo Oceano Indico e entrar por lá, não sabemos se há Ursos ou não, mas se houver podemos voltar para trás e seguir o teu caminho original. - sugeriu Salmolipe.

- Não me parece boa solução, os animais do mar estão por lá e nesta altura vêm à procura de comida, pelo que somos um alvo fácil- advertiu Salmonisco.

Começou então um burburinho no meio dos salmões, cada um sugerindo um caminho diferente mas com medo dos perigos que advinham de um e do outro lado.

(continua dia 1..)

1 comentário:

daga disse...

Então e o Nemo com o seu exército especializado? já desistiu de ajudar? espero que não...

Share Button