Etiquetas

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

OS MERCADOS ESCOLHEM


Nunca saberemos com precisão se os líderes que escolhemos por voto não estavam já antecipadamente escolhidos pelos grandes poderes económicos e pelas maçonarias de interesses. A verdade é que os lobbies, as grandes empresas e os bancos são decisivos nessa selecção. São interesses obscuros, por vezes divergentes do interesse geral, mas essa pressão faz parte do processo democrático, tal como o conhecemos. Em última análise a existência de vários interesses concorrentes, ou até antagónicos, permite assegurar algum grau de previsibilidade e de democraticidade. Com a recente nomeação de Lucas Papademos como novo primeiro-ministro grego e da previsísel nomeação de Mario Monti para substituir Berlusconi, na Itália, a democracia ficou entre parêntesis. As escolhas são feitas directamente pelos "mercados", essas entidades incógnitas que começam no nervoso dos computadores dos "brokers" das empresas finas de Wall Street e acabam nos fundos de pensões de uns quaisquer parolos do Texas ou da Florida que nem sabem onde fica a Europa. A democracia começa a ser um mero embaraço formal. O que virá a seguir?

14 comentários:

Fatyly disse...

só nuns "quaisquer parolos do Texas ou da Florida que nem sabem onde fica a Europa"?...bota aí muitos da Europa, China etc, etc...

e por cá neste pedaço de terreno também temos alguns maçónicos e um deles actualmente...enfim nem digo mais nada, porque sabes mais do que eu!

A democracia começa a ser uma miragem e o que virá a seguir? Não faço a mínima ideia...talvez a Maya saiba:)))))

Parabéns pelo texto!

daga disse...

Sendo como dizes (com muita clareza como sempre), então não existe democracia, é uma utopia criada para enganar o povo, a lei da selva cijas "garras" são o poder económico! fico triste, pois não vejo alternativa para o que possa vir "a seguir" :p só se for a lei da selva literalmente - pela força bruta... e essa solução também não me agrada nd :(

Anónimo disse...

Óh espresso
Vocês desilidiu-me desta vez. É que eu sou um desses " parolos" que tenho algum dinheiro nesses fundos de pensões. E ficaria muito " chateado" se não me apresentassem alguns lucros no fim do ano!Como português, tenho pena que não existam na nossa terra muitos parolos com poupanças nesses fundos. Olhe que daria uma ajuda! Quanto à democracia estar em causa não é líquido ! Há muito que os povos se habituaram às democracias representativas, na verdade a melhor forma de governo jamais engendrada pelo homem! Se me disser que tem sido deformada por " maçãs podres" que dos seus pontos fracos tiraram proveito?! Também acredito! A democracia directa não funciona em realidade, é um mito, basta ver quantas decisões que se provam erradas tem sido tomadas sob referendos! Quantos aos " lobys", só as sociedades avançadas ou democracias avançadas os toleram ou suportam uma vez que, tal como a democracia ela mesma SAEM CAROS
Abraço

DCS ( retired ATP)

Francisco Castelo Branco disse...

Até prova em contrário, a democracia é o melhor sistema, o unico que garante que pessoas como Papandreou e Berlusconi possam sair de cena. E também Socrates.

Foram os Presidentes dos respectivos países que nomearam os novos PM´s. Isto para evitar eleições antecipadas o que dava complicações não só para os paises em questão mas também para o resto da Europa.

Percebo a analise, mas não concordo.

Os cidadãos ainda têm uma palavra a dizer.

expressodalinha disse...

Percebo as dúvidas e as interrogações. Eu também as tenho. Vamos acompanhando a evolução. Esperemos que eu não tenha razão.

Francisco Castelo Branco disse...

A questão essencial é que não existe nenhum outro modelo. Pelo menos para já.

Ao menos na democracia podemos mandar embora os que lá estão, mesmo que venham outros ainda pior, mas....

Mas por outro lado, acho que ficar tudo nas mãos das pessoas, é perigoso.
até porque alguém tem de tomar decisões rápidas e dificeis e nem sempre há coragem para dar o corpo ás balas

Anónimo disse...

Há dias no mural do FB do meu amigo António Boronha uma discussão na mesma base surgiu e comentava eu:--o problema das democracias ocidentais consiste na deformação das mesmas, infiltradas por princípios de esquerda que geraram um híbrido, um misto de capitalismo desregrado, uma dose de comunismo exigente dessas democracias e um socialismo despesista onde adicionaram uma dose de " verdes" que só o são por fora, oblongos e doces como melancias mas vermelhos por dentro! Isto nunca acabaria bem embora, não seja ainda o desastre total! Não vejo no horizonte outro vinte e oito de Maio mas que as condições estão aí.....lá isso estão!

DCS ( retired ATP)

Francisco Castelo Branco disse...

-dose de comunismo exigente

- socialista despesista

- esquerda que geraram um hibrido.

DCS

o seu post diz tudo de quem é a culpa desta crise

expressodalinha disse...

Francisco: Estás a ir por outro caminho. Não sei se é a democracia ou não. Não estou conytra a democracia. Sei é que esta democracia está a ficar surrealista. O teu voto serve para formalizar decisões tomadas. As crises não jogam com democracia (já dizia a Drª Leite). O meu post quer exactamente dizer que nós já não escolhemos nada. A democracia do voto é um arremedo de farsa. São os mercados!

expressodalinha disse...

DSC: não critico as poupanças, nem os fundos. O problema está na forma como são geridos. E nós os parolos (eu também), investimos e não queremos saber mais. Queremos juros. O resultado vê-se! Os governos estão a ser derrubados pelas agências de rating.

expressodalinha disse...

DSC: Qt ao 2º comentário, não devia ter havido 28 de Maio, nem 25 de Abril, nem se calhar 5 de Outubro. Mas houve... E outros virão. É o devir histórico, absolutamente normal.

Francisco Castelo Branco disse...

cá para mim tirava-se o dinheiro dos bancos

expressodalinha disse...

Excelente ideia? E punha-se aonde? Comia-se?

Fatyly disse...

FCB de vez em quando dás uma no cravo, outra na ferradura e este último comentário é prova disso...ou então andas tão embrulhado em processos que...desculpa a minha sinceridade!

Expressodalinha: Subscrevo inteiramente o que comentas "O meu post quer exactamente dizer que nós já não escolhemos nada. A democracia do voto é um arremedo de farsa. São os mercados!"

Bom sábado

Share Button