Etiquetas

domingo, 13 de novembro de 2011

Olhar a Semana - Socrates e a Madeira ainda mandam?

Esta semana assistimos a dois episódios recambolescos que envolveu a votação do Orçamento de Estado 2012.
Para além de salutar a posição responsável do Partido Socialista, é preciso ter em conta e denuciar dois aspectos.
Falo da declaração de voto que alguns deputados socráticos decidiram tornar público. Do lado da maioria também nem tudo foram rosas. Os deputados sociais democratas e democratas cristãos da Madeira também se indignaram contra o documento e declararam o seu voto contra o OE 2012.
Há aqui muita matéria para comentar e especular.
Começamos pelos votos dos apoiantes de Sócrates. Foram 13 os deputados que não queriam cumprir a disciplina de voto. Entre eles está José Lello que enviou por e-mail a sua declaração. Pode ter sido apenas um episódio mas é óbvio que Seguro vai ter que enfrentar aquilo que muitos lideres do PSD tiveram por que lutar. Com um grupo parlamentar "feito" pelo anterior lider, Seguro terá de enfrentar várias sensibilidades políticas. Esta foi a primeira mas mais se seguirão. O espectro de Socrates estará no Parlamento e o actual lider terá vida complicada. Vai ter de lutar contra a maioria mas também contra o próprio grupo parlamentar. No meio disto tudo de referir o comportamento de Assis que não levantou ondas.
Mas a maior surpresa nesta votação veio da bancada da maioria, onde os deputados da Madeira se mostraram contra este OE. Curioso é o facto do lider do CDS-Madeira que supostamente é contra Jardim, também é contra um OE 2012 que penaliza o próprio Jardim. Ainda não consegui perceber como é que um sujeito consegue ser deputado na Assembleia Legislativa Regional e Deputado à Assembleia da Republica. Necessita de ter um clone para estar nos dois lados ao mesmo tempo...
Ora a sua campanha foi toda contra o despesismo de Jardim, mas agora na casa mãe da democracia vem defender mais despesismo....
Como se viu na sexta-feira Alberto João Jardim ainda manda....

2 comentários:

Fatyly disse...

Se em muitas mentes Salazar ainda manda,querias que as mudanças fossem assim tão rápidas?
Quanto a interrogativa de "um sujeito consegue ser deputado na Assembleia Legislativa Regional e Deputado à Assembleia da Republica." deverás pôr essa questão a quem de direito...porque...cala-te Fatyly!

A meu ver ninguém manda, somos paus mandados dos "mercados" e ou empresas de rating e ou Merkel e Sarkosy...mas tenho pena de não fazer parte desse grupo "sem rosto"!

expressodalinha disse...

Penso que é normal haver tendências dentro dos partidos e salutar que esssas tendências se reflictam no PR. Caso contrário estarão na sombra, sem que os eleitores se apercebam. Têm apenas de ser controladas pelos líderes. Os deputados não podem ser yes men.

Share Button