Etiquetas

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Causas & Coisas - A Alegria do Povo

Na passada terça feira, a selecção nacional de futebol após ter goleado a sua congénere da Bósnia garantiou o apuramento para o Euro 2012 que se vai realizar no próximo verão na Polónia e na Ucrânia. Foi o 7ª apuramento consecutivo da equipa das quinas para grandes competições da modalidade.

Há quem afirme que isto foi um pontapé na crise e na tristeza dos portugueses. De facto, a alegria sentida na terça devido ao apuramento foi uma vitamina para um povo que só ouve falar de crise e vai viver em 2012 a pior situação financeira desde o 25 de Abril. Mas como todos os remédios, os efeitos foram de passagem rápida. Rapidamente voltámos ao nosso triste fado e nem CR7 desta vez conseguiu que a moral do povo se elevasse.

No próximo verão vão voltar as inumeras horas televisivas dedicadas ao futebol, os compromissos que se vão adiar por causa da bola, muito se vai falar, ouvir e escrever sobre mais uma participação da equipa nacional. E enquanto isso a crise pode ser ou não mais gravosa. Só mesmo se Portugal ganhar o caneco é que pode trazer algum ânimo a este povo que encarna em Cristiano Ronaldo uma espécie de D.Sebastião que pode ajudar a resolver os problemas nacionais.

Triste o nosso povo que deposita maior esperanças em CR7 do que em Vitor Gaspar e Passos Coelho. Esses sim, são os responsáveis pela crise e o outro que se limita a dar pontapés na bola é que vai trazer alegrias a um povo deprimido por culpa dos políticos. No fundo o melhor seria meter os jogadores da bola no Parlamento e os politicos no relvado.

Até porque a CR7 é perdoado um gesto feio, mas aos governantes nada é desculpado. Pobre país que fica mais contente com os golos na baliza do adversário que com as avaliações positivas da Troika. E já vão dois Bons!

O mérito é sempre dos jogadores e do povo mas nunca do treinador ou dos governantes.

De dois em dois é sempre a mesma história, mas pode ser que chegue o dia em que não haverá dinheiro para selecção nacional. Depois como será?

5 comentários:

Anónimo disse...

FCB
O futebol deve ter sido inventado pelo diabo. Só pode! É porque são poucos os que não gostam de tal desporto e, tem sido utilizado por todos os sistemas políticos ! No tempo da outra senhora, o reviralho chamava-lhe o ópio do povo. Uma vez no poder o mesmo reviralho usa-o com os mesmos propósitos alianatórios..... Eu só digo, uma vez que o circo romano não tem mais cabimento, as touradas estão na reta final da existência , resta o futebol! E olhe que eu gosto dos dois! Desde sempre!.... E restam memórias meu Deus. Em 66, descolei da N'Riquinha, sobrevoei Gago Coutinho com Portugal a perder por 3 / 0 com a Coreia do Norte , por altura do Luso estavamos empatados, aterrei em Henrique Carvalho e tinhamos ganho 5 / 3..... Qual guerra qual carapuça, Eusébio tinha calado o mundo. Tenho a certeza, tal como nós, os turras também estavam agarrados às ondas curtas a ouvir o prodígio !Não me pergunte como se chamam hoje essas terras que confesso não sei. pernoitamos em Henrique Carvalho e houve festa rija...O futebol tal como hoje ajudava a amolecer as agruras.

DCS( retired ATP)

Francisco Castelo Branco disse...

eu tambem sou fanatico por Futebol, mas não compreendo este exagero quando acontecem estes eventos.

é a mediatização que o efeito scolari teve...

mas o mais incompreensivel é o facto das pessoas terem mais esperanças em cr7 do que em Passos Coelho ou outro governante qualquer

José Sousa e Silva disse...

Passos Coelho e Victor Gaspar ? Não conheço ! Devem jogar nas reservas !!!

Fernando Vasconcelos disse...

A questão é que continuando a metáfora se CR7 fosse ministro provavelmente seria um Sá Carneiro enquanto se Passos Coelho jogasse à bola, sendo simpático para ele e até utilizando um jogador da minha cor (e logo no meu coração perdoando-lhe quase tudo) - se fosse jogador de futebol dizia - o Passos Coelho não passaria de um Beto. Bom defesa, promissor mas que ... Já o outro jogador de que fala lembra-me o Dominguez. Boas fintas, muita brincadeira na areia mas golos, poucos ... O problema Francisco é que na verdade se não falta técnica a este governo falta-lhe espírito e mística para continuar numa metáfora futebolística :-) e por mais que se queira reduzir o caso a uma questão técnica o facto é que como lhe disse num anterior comentário sem essa capacidade de comunicação ... bem acaba-se num Carlos Queiroz. Boa técnica mas incapacidade de colocar os seus jogadores a explanarem no relvado as suas capacidades ...

Fatyly disse...

Não te faças de desentendido FCB porque de burro nada tens... e faço minhas as palavras de Fernando Vasconcelos.

Share Button