segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Um sinal para o Médio Oriente

A semana passada, o ex-presidente do Egipto Hosni Mubarak e os seus dois filhos foram levados a julgamento. Esta imagem, bem como a dos filhos atrás das grades, percorreu o mundo inteiro. Mubarak não só está preso como doente.
O significado desta imagem é bastante importante. Revela que todo e qualquer ser humano não está livre de ser castigado pelos erros cometidos, mesmo tendo um enorme poder, como era o caso de Mubarak. Mas não só.

Os acontecimentos da passada semana são um claro aviso para todos os lideres do Médio Oriente que ainda se mantêm no poder, usando e abusando do poder da forma que mais lhe convêm. Este é o tempo ideal para as monarquias ou republicas absolutistas daquela região mudarem as suas politicas e instaurar a democracia. Mas que não seja um regime democrático disfarçado. Ao invés de anunciarem medidas a conta gotas, deve ser feito tudo no imediato, para que não haja retrocessos de ultima hora.

Convêm recordar que, para além de Mubarak; também Saddam Hussein e Ben Ali foram ou estão a ser julgados pelo erros hediondos que cometeram durante séculos. Kadafi e Assad não devem escapar ao julgamento nos respectivos países. Muitos dos quais punem com a pena de morte os actos que os responsáveis políticos estão a cometer.
Os outros países que governam para enriquecer devem olhar para os seus vizinhos onde a luta do povo venceu e pensar que ninguém é Deus nesta terra.
E muito menos podem achar que fugindo para uma qualquer Arábia lhes garante uma reforma dourada......

3 comentários:

Fatyly disse...

"Os outros países que governam para enriquecer devem olhar para os seus vizinhos onde a luta do povo venceu e pensar que ninguém é Deus nesta terra"...
"Um sinal para o Médio Oriente" e não só...isto também digo eu a todos os países do mundo incluindo Portugal...porque para eles coitados (excepto os radicalistas) podem ter o azar de vir a ter outro igual ou semelhante, disfarçado em democrata...mas que leva a prata toda!!!!

Mundo cão!

Rafeiro Perfumado disse...

E quem sabe um dia também se consiga levar a tribunal os dirigentes de um país que quando bombardeiam um casamento por engano dizem "desculpem lá".

Abraço!

Pedro Coimbra disse...

A debilidade, não só física, a impotência, são de um simbolismo incrível.

Share Button