Etiquetas

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Um Portugal diferente

Portugal entra hoje num periodo novo.
Depois das eleições de 2009 em que não houve maioria absoluta e sempre se esteve á espera da queda do governo e do FMI, das presidenciais de 2011 e destas legislativas fora de tempo.
Com o novo governo eleito, tendo que seguir o programa do FMI é tempo do país entrar num novo ciclo.
Acabaram-se as eleições e só daqui a 4 anos voltamos ás urnas. O país não aguenta tantos actos eleitorais seguidos, até porque sabemos da dependência de muitos em relação ao Estado.
Agora é tempo de estabilizar e arregaçar as mangas de forma a podermos contribuir pelo crescimento do nosso país. Sempre com o FMI atento para não haver nenhum descuido.

6 anos depois, Socrates saiu de cena. Tal como Santana Lopes deu a ideia de que irá estar por aí. Alias, o mega cartaz que está na sede do Largo do Rato com a sua cara ainda não foi retirado. É uma espécie de despedida que os portugueses lhe estão a fazer. Será que os processos judiciais contra ele vão ser reabertos? Estaremos cá para ver. Se sim, será a describilização total da justiça e do ex-primeiro Ministro.

Quanto a Passos Coelho, dá um certo gozo ler textos atrás e verificar que a minha opinião em relação novo Primeiro Ministro se manteve. Também aqui acompanhámos o seu percurso.

Nós aqui no blogue terminámos um ciclo. Há dois anos que não fazemos outra coisa que não falar sobre eleições e politica. Em 2011 foram dois os actos eleitorais. No entanto, sentimos o dever cumprido de termos informado e analisado com a maior imparcialidade possível quem nos lê diariamente. Não acertámos nas sondagens mas quase chegámos lá.

O espaço fica aberto para outro tipo de discussões!

2 comentários:

Fatyly disse...

Fizeste-me sorrir, porque quase que fiz um post idêntico. Contigo aprendi imensa coisa apesar de não ser de nenhum partido e por vezes ter opinião contrária ao que apresentas(am).

A justiça está pelas ruas da amargura e compete ao novo governo pôr tudo em ordem e se reabrirem os processos contra Sócrates (o que acho bem se assim for decidido mas numa imparcialidade) também gostaria que o do BPN que nos lixou ainda mais a vida, os 3 arguidos (até à sentença final são todos inocentes) ou outros que surjam nas investigações, sejam ouvidos e julgados e que digam ao povo, aqui também aplico a palavra imparcialidade, onde está o dinheiro que foi roubado e que o devolvam nem que seja em bens ou prisão!
O mesmo se aplica a milhares de processos de cidadãos anónimos que não têm fim à vista.

Para terminar digo que pelos resultados de ontem...todos os partidos perderam e muito e a abstenção deixou-me pasma. Gemem e não votam?

Obrigado eu por tudo que li e desculpa se te(vos) incomodei em alguma coisa.

Venham outro tipo de discussões, ou melhor...partilha de ideias! Se for futebol ou fado...aí nem comento:)

Um abraço e mantem o "olhar direito" mas por vezes há que olhar para os lados:)

expressodalinha disse...

Viva a anarquia.

Share Button