quinta-feira, 23 de junho de 2011

Causas & Coisas - o prevaricador nacional

Muitos dizem que a culpa da vinda do FMI para Portugal é do Socrates e do governo Socialista. Há quem exagere e recue até aos tempos de Cavaco Silva para apontar o dedo pela situação que estamos a viver nos dias de hoje.

Outros teóricos vêm com aquela frase magnifica de que a culpa é toda nossa e fomos nós que empurrámos o país para o fundo porque não trabalhamos, somos preguiçosos, gastamos mais daquilo que deviamos, etc etc.....

De facto há quem não tenha culpa daquilo que se está a passar, porque porta-se bem, é poupadinho e lavadinho, sempre se esforçou para subir na vida e no fundo está-se ralando para que o FMI esteja ou não em Portugal. O que importa mesmo é o seu estilo de vida e aquilo que conquistou durante a sua carreira profissional. o resto que se lixe, pensará.

Pois bem, o verdadeiro culpado da vinda do FMI pode estar ao nosso lado. No meio dos nossos amigos, no nosso local de trabalho, ou mesmo ser a nossa cara metade!!! E se for um familiar? Pai, mãe, irmão, sobrinha......tudo menos o nosso filho.

O responsável pela ajuda externa é o eterno preguiçoso que chega tarde ao trabalho e é o primeiro a sair. Que durante a manhâ vai tomar o seu cafézinho e à tarde não dispensa um croissant misto e um sumo de laranja. Ah é verdade, o perfil do culpado pela vinda do FMI tem de fumar, e como não se pode fumar dentro dos edificios, lá vai mais uma escapadela para fora do gabinete. É o vício e tal! Contabilizando são menos duas horas e meia de trabalho num total de oito obrigatórias. Sim, porque o culpado cumpre à risca o estabelecido no Código do Trabalho. Lei é Lei, mais nada!!!

Então mas e relativamente ao trabalho? Bem, o culpado trabalha o menos possível e sempre que pode atira as tarefas para o colega do lado.

Se notarem comportamentos deste tipo no vosso meio social, então é porque estão perante o verdadeiro culpado por esta tragédia grega...desculpem portuguesa! É imprescindivel denunciarem este tipo de situações à Direcção Geral dos Culpados pela Vinda do FMI, ou mesmo ao próprio FMI, para que este consiga através de um Memorando de Comportamento Laboral endireitar este cidadão prevaricador e que está a criar prejuízo ao Estado.

Olhe que o futuro deste país depende de si!

2 comentários:

Fatyly disse...

Nos 35 anos de serviço que cumpri havia lá pausas, saidas para fumar, etc. e tal e poderias acrescentar à lista:

- baixas fraudulentas
- redes sociais e internet, para não falar "dos tempões ao telemóvel"

O futuro deste país depende de ti, pois é a tua geração que tem que saber dar a volta, porque eu? cumpri a minha, sempre lixada por quem faltava e ainda se ria por cima e hoje já não presto para nada, excepto ser a rectaguarda que dou aos meus numa de SOS avó e a custo zero, mas aproveito agora porque daqui a uns anitos e se seu ainda for viva...já não terão tempo nem vontade para visitar a avó:)!

Subscrevo porque sempre que sou lixada...livro de reclamações!

Francisco Castelo Branco disse...

essa das redes sociais e telemovel nao me tinha lembrado.

Bem pensado

Share Button