quarta-feira, 6 de abril de 2011

Uma história de Irmãos

A semana passada, a Presidente do Brasil Dilma Rousseff veio a Portugal. Com ela também esteve o ex-presidente Lula da Silva. O PT cheio de força em solo nacional. Mais do que o doutoramento Honoris Causa, a visita foi marcada pela suposta compra da dívida soberana portuguesa pelo Brasil. É curioso verificar como os papeis se invertém : o quanto Portugal e a Europa estagnaram e como o Brasil subiu.....

Irmãos ou não, a verdade é que depois de tantos anos Portugal ser visto como o irmão mais velho que ajuda o mais novo; chegámos à situação em que o mais novo tem de tomar conta do mais velho, porque este, apesar da idade não sabe tomar conta de si. Fez muitos disparates, gastou mais do que aquilo que devia, teve comportamentos pouco éticos e chegou a uma situação de desespero. O mais novo não. Sempre visto como o patinho feio que necessitava de acompanhamento pelo mais velho, que não tinha futuro e era dependente; anos mais tarde é ele quem tem sucesso e cuida agora do outro.

Esta analogia pode-se muito bem aplicar às relações que Portugal e Brasil sempre tiveram. Em diversos domínios. Também vamos ter que engolir aquele desprezo tipicamente nacional que olhava para o Brasil como o país pobre. Apesar de alguns problemas de insegurança ( mas cá também não corremos o risco de ter?), a economia brasileira disparou ao ponto de ser uma das principais do Mundo. Eles estão nos BRIC, nós não estamos em lado nenhum. O FMI já cá esteve, lá nunca meteu os pés a não ser para passar férias. E nem as nossas praias são as escolhidas.

Historicamente é relevante que se fale em recorrer à ajuda brasileira.

Como não há almoços grátis, convêm pensar naquilo que Dilma quererá como troca.

Serão os direitos de autor sobre a língua portuguesa? Tendo em conta que o Acordo Ortográfico foi feito a "pensar" neles, não me admirava nada.

3 comentários:

Di disse...

Concordo plenamente. E eles terão algo em troca se nos comprarem a dívida, sem dúvida: para além de lhes ficarmos a dever a eles, ficam com uma entrada livre para a Europa... Mas convem não esquecer que eles chegaram onde chegaram porque olharam para o seu próprio umbigo. Veremos.

Beijo* e parabéns pelo blog =)

Francisco Castelo Branco disse...

eles querem lá saber da Europa. Estão nos BRIC...

A Europa foi-se!

daga disse...

nem sempre o "irmão mais velho" é mais responsável, mais trabalhador, mais exemplar...
alguma vez os ingleses aceitavam um Acordo Ortográfico a "pensar" nos americanos :p

Share Button