Etiquetas

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Assembleia de Pinguins - O destino fatal XVIII

(....)

Os Conselheiros meteram os seus votos numa tômbola que Zéguim segurava. O ambiente era tenso e havia muitas dúvidas no ar. A Assembleia não podia estar mais impaciente e o próprio Malhado não sabia o que lhe ia acontecer, mas dada a intransigência dos Conselheiros sabia perfeitamente que tinha ditado a sua própria sentença.

Após uma hora e meia de discussão e votação, Zéguim e os Conselheiros apareceram perante a grande Assembleia que desta vez não iria exercer o seu dever pelo facto do caso em apreço envolver um membro da própria comunidade. Ninguém sabia os votos, apesar de já estarem metidos na urna, o resultado teria de ser divulgado em Plenário como mandam as regras. O voto do Mestre também ja estava oficialmente dado mas só iria ser publicamente aberto caso ocorresse um empate, mas tendo em conta as conversas entre todos já se sabia de antemão qual a opinião do lider nesta questão.

Os outros conselheiros estavam nervosos, porque qualquer que fosse o sentido da decisão nunca seria feita justiça, porque apesar da morte ser um castigo muito pesado o que estava em causa era uma traição feita por um membro da familia.

Antes de anunciar os votos, Zéguim quis fazer uma declaração dirigida à Assembleia mas especialmente ao Pinguim Malhado:

- Caro Malhado, sabes o quanto eu nutro por ti uma enorme amizade. Sempre foste dos meus melhores amigos e independentemente do que te acontecer farás parte do lote de pessoas pelo qual eu tenho a melhor estima. Cá em baixo ou lá em cima serás sempre meu amigo. Apesar disso tudo, acho que a tua atitude não foi a melhor, porque pôs em perigo uma comunidade inteira e acabou por resultar em tragedia para os Manzim que viram perder um dos seus filhos. Ainda não estou na idade de procriar, mas tenho a noção do que representa para um pai ou mãe perder um filho. ..

Neste momento Carolim fez um sorriso tímido...

Zéguim prosseguiu..

-Negligentemente ou com dolo, deverás e deverias ter cuidado com quem e sobre o que falas. A nossa localização jamais poderá ser dita a um inimigo e tu sabes bem como as orcas gostam de nos degustar....Atitude sensata da tua parte é necessário para bem do teu futuro. Espero que tenhas aprendido qualquer coisa com esta matéria.

- E agora vou proceder á contagem dos votos....

Foi então que toda a Assembleia se calou, nem um insecto se atreveu a fazer qualquer barulho. Os Penguzan estavam num momento histórico.

O lider tribal contou 3 votos a favor da morte do Malhado e outros tantos para que ele continuasse a sua vida noutra comunidade que não os penguzan, e que fosse para bem longe das Caçola nunca mais podendo regressar...

Tendo em conta o empate verificado, teve de ser Zéguim a decidir o futuro do pequeno Malhado....

( Devido ao período festivo que se aproxima a Assembleia de Pinguins regressa dia 5 de Janeiro de 2011. Assim todos os membros da Comunidade Penguzan bem como os intervenientes desta história desejam a todos um Santo Natal e Bom 2011 em mares bem mais tranquilos...)

1 comentário:

daga disse...

obrigada! Feliz Natal também para vós e que o Ano Novo seja favorável (especialmente ao pequeno Malhado que bem precisa ;)

Share Button