Etiquetas

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Levanta-te Portugal!

Portugal está em crise, não há como escapar a isso. No entanto, o nosso país precisa de se levantar. Várias foram as vezes em que os Lusitanos estiveram em baixo mas conseguriam dar a volta.

Queremos que deixes a tua mensagem de apoio a Portugal e medidas concretas para que o pais se levante.

Deixa na caixa de comentários a tua mensagem. Depois serão publicadas no final do mês com o respectivo autor. Basta clicar no link na bandeira do lado direito

Contribui para o sucesso do país.

Passatempo dura até final do ano!

.

7 comentários:

Francisco Castelo Branco disse...

Portugal precisa que se alterem mentalidades.

É preciso mais trabalho, mas essencialmente menos burocracia!

Dylan disse...

Ergue-te país de tão valoroso e nobre passado!

allegra disse...

gioia sempre

Anónimo disse...

Não há lugar em que se viva bem, quando se gasta mais do que se ganha. Era preciso que se economizasse primeiro para ter o que gastar na carência. Ninguém economizou, passamos tempos vivendo de aparencia, e agora nada temos prá gastar e ajudar a movimentar a economia. Resultando em ....

Anónimo disse...

mataram o meu portugal ...

Salvem portugal,de tanto gatuno.

contra os canhões,
marchar, marchar, marchar.

Anónimo disse...

A solucao e' simples, se precisa: Nobre povo, Nacao valente... Primeiro passo, independencia (EU e' anti-portugues). Segundo passo, ser o que somos (olhem para a bandeira). Terceiro passo, pagar as dividas ao nosso povo (branco, preto e mulato) so'. Seguir o nosso caminho e deixar de ser escravos da alemanha...

Anónimo disse...

Se todos os Portugueses ouvissem o Hino Nacional, na sua totalidade e não apenas a Primeira parte talvez o Zé Povinho andasse mais motivado a dar a volta por cima! Esta musica foi escrita num momento em que Portugal estava pior do que está hoje, não com o propósito de ser um hino, mas já que o é, poderíamos dar lhe alguma utilidade! Escutem http://www.youtube.com/watch?v=pMNShtjCYH8

I
Heróis do mar, nobre povo,
Nação valente, imortal,
Levantai hoje de novo
O esplendor de Portugal!
Entre as brumas da memória,
Ó Pátria sente-se a voz
Dos teus egrégios avós,
Que há-de guiar-te à vitória!

Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar!
Contra os canhões
marchar, marchar!

II
Desfralda a invicta bandeira
À luz viva do teu céu!
Brade a Europa à terra inteira:
Portugal não pereceu
Beija o solo teu jucundo
O oceano, a rugir d'amor,
E o teu braço vencedor
Deu novos mundos ao Mundo!

Às armas, às armas!
Sobre a terra e sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar!
Contra os canhões
marchar, marchar!

III
Saudai o Sol que desponta
Sobre um ridente porvir;
Seja o eco de uma afronta
O sinal de ressurgir.
Raios dessa aurora forte
São como beijos de mãe,
Que nos guardam, nos sustêm,
Contra as injúrias da sorte.

Às armas, às armas!
Sobre a terra e sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar!
Contra os canhões
marchar, marchar!

Share Button