quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Assembleia de Pinguins - Titâs nos Mares XX

Era uma luta em que apenas um iria vencer. Não haveria empate, ou ganhavam os Narvais ou as baleias. A batalha iria desencadear-se até ao ultimo animal. As orcas eram cinco. A Assassina, Cork, The Lucky Animal, The Killer e o Sonhador. Eram amigos de longa data e tinham chegado ás ilhas Caçola via chamamento da Assassina. Andavam perto da costa argentina à caça e ouviram o som proveniente da sua amiga.

Os narvais também eram cinco : Cabeça de Urso, Dente, Infeliz, Dick Joe e Marshall. Graças à astúcia de Vasquim, era naquelas cinco baleias do gelo que estava a esperança dos milhares de animais que viviam naquele paraíso. Todos estavam expectantes numa vitória narvalista e assim determinava a fuga das Orcas. Os mares começavam a agitar-se, as cinco orcas estavam diante dos cinco narvais. Olhavam-se mutuamente à espera do primeiro avanço. Quem iria dar o primeiro passo? Não havia árbitro para dar o apito inicial e seria o instinto de cada um a determinar o começo da batalha.

Havia um ar de nervosismo na ilha, especialmente na Ilha Minguim local onde muito próximo estavam os 10 animais prontos para se matarem. Zéguim e os seus mais próximos não escondiam a sua preocupação porque caso os narvais perdessem todos os habitantes da ilha corriam sérios riscos de serem dizimados, porque precisavam da água para sobreviverem.

Alguns animais esconderam-se em suas casas para não ver a carnificina que se ia desenrolar na água. As mães tapavam os olhos aos seus filhos para que estes não ficassem traumatizados, os machos organizavam-se em grupos para assistir ao duelo puxando cada um pela sua cor. Até o sol se escondeu para não assistir a duelo titânico. A guerra iria ser travada de noite….

(continua dia 19..)

Sem comentários:

Share Button