Etiquetas

terça-feira, 25 de maio de 2010

Um PS pouco Alegre....

A novela em torno do apoio socialista ao candidato independente de esquerda Manuel Alegre promete estar a chegar ao fim. Promete porque não é crível que nos próximos dias se venha a chegar a uma decisão.
Enquanto o PSD se une em torno de Cavaco( mesmo antes da nova liderança a união era visivel..), e Fernando Nobre vai ao terreiro do Paço ver o Papa, Alegre e o PS andam a brincar ás escondidas.

É por demais evidente que a maioria dos notaveis socialistas não quer Alegre em Belém. Não por uma questão de qualidade mas pela sua atitude. Para os pesos-pesados socialistas, era o PS que deveria ir ter com Alegre e não o poeta que obrigasse o PS a ir ter com ele. Todos sabemos que Socrates gosta de escolher. Se era ou não Alegre a sua primeira escolha, o PM gostava de ter sido ele a dar o primeiro passo.

Até porque o melhor candidato a Belém para o PS é Cavaco. Alegre certamente irá fazer a vida negra ao actual PM.

Socrates está reticente quanto ao candidato socialista a Belem. Se vier a dar apoio a Alegre ( o que vai acontecer), será muito timido. Não participará em muitas acções de campanha. O poeta andará sozinho e apenas alguns socialistas irão aparecer.

Esta atitude de Socrates só mostra que o PS não tem dirigente com perfil para PR. O que é grave. Porque daqui até 2016 dificilmente aparecerá alguém da área socialista com o dito perfil. Alegre não o é seguramente.

Será Socrates?

1 comentário:

Anónimo disse...

A Socrates nao interessa Alegre porque sabe muito bem que no dia em que Alegre se tornasse um candidato serio a Belem alguem iria esmiocar o seu passado de desertor e isso acordaria pelo menos 50% da populacao adormecida mas que ainda nao esqueceu o menino de Argel!
Ainda sobre isso ha muita tinta para correr

Share Button