sábado, 15 de maio de 2010

Historia dos Mundiais : Estados Unidos 1994


O Mundial Norte-Americano foi um verdadeiro sucesso. Apesar do pouco interesse dos americanos pelo "Soccer", a verdade é que neste certame foi batido o recorde de publico em todos os Mundiais. Recorde até hoje nunca batido.
Foi também o Mundial das supresas. Selecções como Alemanha e Argentina desiludiram. Os Argentinos caíram nos Oitavos de Final perante a fantástica Roménia do mago George Hagi!. Já os campeões Mundiais em titulo, ficaram-se pelos Quartos de Final sucumbindo aos Bulgaros do grande Hristo Stoichkov.
Daí que entre as grandes selecções só Brasil e Itália fizeram um grande Mundial. Tendo a final do campeonato sido disputado por estas duas equipas.
No entanto, destaca-se a campanha da Bulgária, Suécia e Nigéria. Bulgaros e Suecos disputaram as meias finais com os favoritos e perderam. Mas nem por isso deixaram de pautar a sua exibição com nota positiva.
Os anfritiões ficaram-se pelos Oitavos de final. Foram eliminados pelo Brasil e por Bebeto. A celebração do jogador correu esse mundo fora. Foi uma dedicatória ao seu filho que tinha acabado de nascer.
Tal como o México 86, este Mundial ficou marcado pela parada de estrelas que pisaram os relvados norte-americanos. Baggio, Bergkamp, Brolin, Garcia Aspe, Bebeto, Amunike, Batistuta, Hagi, Stoickhov, Yekini, Roger Milla, Salenko, .....entre outros.
Neste Mundial houve dois casos que mancharam a competição : - Durante o Mundial, Maradona foi acusado de Doping.Ainda marcou um golo contra Grécia, mas foi expulso da competição. Seria o fim do Astro Argentino depois de ter brilhado em 86 e 90. Após o Mundial, e depois de ter marcado um autogolo na competição, o colombiano Escobar viria a ser assassinado...
A caminhada para a final dos dois países foi interessante.
A Itália venceu os seus jogos a eliminar todos por 2.1! Nigeria, Espanha e Bulgária não perderam contra a Itália mas sim contra Roberto Baggio que marcou 5 golos nos 6 possíveis!!!
O Brasil teve vida mais fácil. Estados Unidos, Holanda e Suécia foram despachados também pela margem mínima. Destaque para o Holanda-Brasil dos Quartos de Final. Emocionante. Nesta caminhada o Brasil teve dois herois : Romário e Bebeto. Mas o Baixinho era "especial".
Antes da final de destacar dois factos: a Grécia não marcou nenhum golo e sofreu 10! Dez anos depois ganharia o Euro2004. Foi o Mundial com golos. Marcaram-se muitos. Foi um Mundial com vocação ofensiva, ao contrário do que tinha acontecido quatro anos antes no Itália 90
Na final em Rose Bowl defrontavam-se as unicas selecções que tinham 3 mundiais conquistados. Quem vencesse ficaria na frente em termos de Mundiais.
De um lado estava Roberto Baggio e do outro Romário.
No final dos 90minutos e do tempo regularmente não se registou nenhum golo. Foi a primeira vez que a final de um Mundial foi decidida por grandes penalidades.
Na lotaria dos penaltis, a Roberto Baggio coube a missão de marcar o penalti decisivo. O melhor jogador da Squadra falhou e deu o tetra ao Brasil.
Romário tinha ganho um Mundial. O baixinho e mais uma grande equipa onde constava Dunga, Taffarel, Branco, Rai, Márcio Santos, entre outros. Comandados pelo grande treinador Carlos Alberto Parreira. Nem o Brasil de Pelé conseguiu ter tanta qualidade como a equipa de 1994.
A partir dos Estados Unidos nascia uma nova época de ouro para o futebol brasileiro com três presenças na final dos três mundiais seguintes. Só que em 1998 assistiu-se ao renascimento dos "bleus...."

2 comentários:

Larissa Bona disse...

Curiosamente, no Brasil, esta seleção não foi vista como uma grande seleção.

Muito pelo contrário, foi para o mundial mediante muitas críticas e considerada um time ruim pela imprensa brasileira.

Foi a primeira Copa do Mundo que acompanhei conscientemente, tinha camisa da seleção, album de figurinhas! Chorei como um bebê quando o Brasil ganhou! Tinha 10 anos de idade e foi uma festa sem tamanho no país!

Hoje a história se repete: a imprensa considera o time de Dunga uma porcaria. Será que seremos campeões em 2010?

Francisco Castelo Branco disse...

eu cá chorei como um bebe quando baggio falhou o penalti. Me perdoe Larissa.

estou vendo que a critica brasileira é muito exigente...

Share Button