Etiquetas

sexta-feira, 5 de março de 2010

MST - "Eu acho que...."

Miguel Sousa Tavares é o típico Jornalista que necessitamos. Frontal, directo, polémico e controverso.
O seu novo programa mostra esta faceta de MST.
Não tem medo de perguntar, não se coibe de emitir a sua opinião. Mesmo que prejudique o seu programa ou a imagem. Desengonçado, cabelo em pé, sem gravata e com um discurso pouco jornalistico. Não tem aquele tom que a maioria dos comentadores tem. Se repararem em Pacheco Pereira, nota-se que tem um tom pausado e clarividente. MST não tem nada disso. Faz poucas pausas e o seu discurso é contínuo. Mesmo assim, o ponto onde quer chegar é perceptível por todos.
Mesmo a escrever, MST consegue ser diferente.
As suas entrevistas a Socrates e Gonçalo Amaral mostram bem que existe um estilo "MST". Às vezes não sabemos quem é o jornalista e o entrevistado. Quem está ali para responder ou fazer as perguntas.
Expressões como "Eu acho que....", "não concordo"; "Eu penso"; "eu tenho a certeza", fazem parte das entrevistas de MST.
MST é daqueles jornalistas/opinion makers que ou se gosta ou detestamos.

Fazem parte de qual grupo?

12 comentários:

ellen disse...

EU GOSTO!!!

Francisco Castelo Branco disse...

Eu também.
é um estilo muito próprio....
Directo e frontal.
Especialmente quando faz entrevistas. Para que ele sabe tudo...

Acho que há um membro deste blogue que não gosta....
E que brevemente vai deixar aqui a sua opinião....
Muito crítica mesmo hehehe

Natália Augusto disse...

Não gosto. Devia ser objectivo e cingir-se aos temas em debate. Pode ser o estilo de MST, mas prefiro outros.
Por vezes, MST é parcial. Só se fica pela sua opinião, mesmo ue existam outras.

Francisco Castelo Branco disse...

Natalia

Concordo que é bastante parcial. Não teimoso mas parcial

Anónimo disse...

O homem é a 'arte' de comunicar em pessoa.
A verborreia fácil e a estultícia ganham vida.

Francisco Castelo Branco disse...

Anonimo

Que adjectivos fortes para descrever MST!

Marta Sousa disse...

Melhor analista político que jornalista, muito bom comunicador, péssimo escritor. Eu gosto dele no que ele é bom...

Francisca Soromenho disse...

Não gosto da escrita dele, mas adorei o No Teu Deserto.
Gosto de o ouvir falar, mas muitas vezes irrita-me a maneira como conduz os diálogos.

Na primeira parte não gosto da forma mas adoro o conteúdo, na segunda não posso com o conteúdo mas gosto da forma. É esta a minha "relação" com o MST!

Francisca Soromenho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Francisco Castelo Branco disse...

Bem , diferentes comentários.

Nunca li um livro dele. Não sei porque mas não tenho curiosidade. Ao invés, não perco uma crónica dele no Expresso. Depois , também não tenho perdido um programa dele.

Só posso falar do jornalista/comentador.

Em relação a esse aspecto, a forma só podia ser assim. Em MST não há outra forma. Senão perde a graça. E o interesse.
Já viram o que era Mourinho se este fosse um anjinho? Era mais um..

expressodalinha disse...

Estou inteiramente de acordo. O homem é um cromo.

Francisco Castelo Branco disse...

mas no bom ou mau sentido?

Share Button