Etiquetas

sábado, 20 de março de 2010

Historia dos Mundiais : Inglaterra 1966


Willie
Finalmente o primeiro Mundial com a participação da Selecção Nacional. E que estreia. Um terceiro lugar, vitórias históricas contra o Bicampeão europeu Brasil e um jogo memorável contra a Coreia do Norte. E no meio disto tudo um nome que ficou nos anais do futebol Mundial : Eusébio!
Mas vamos ao príncipio...
Antes de ter iniciado as Eliminatórias apareceu a primeira polémica. Não houve eliminatórias no continente africano porque as selecções de África boicotaram o Mundial, pois não queriam que o vencedor da sua zona jogasse contra o vencedor da zona asiática para saber quem iria garantir a vaga.
A poucos meses do inicio do Campeonato a Taça Jules Rimet fôra roubado de uma vitrina. Foi graças a um cão chamado Pickles que os vencedores puderam tocar no objecto mágico.....
Na fase de Grupos, Inglaterra, Uruguai, Alemanha Ocidental, Hungria e União Soviética passaram sem dificuldades.
Destaque para duas equipas : Portugal e Coreia do Norte. Quanto aos portugueses, pela primeira vez presentes eliminaram o Brasil na fase de grupos. Jogadores como Augusto, Coluna e o magnifico Eusébio levaram os portugueses a derrotarem o Bicampeão Mundial. Já a Coreia do Norte derrotou a Itália eliminando-a logo na primeira fase. Estas duas equipas iriam-se encontrar nos quartos de final, num dos jogos mais épicos da história dos mundiais.
Os quartos-de-final trouxeram grandes duelos.
A Alemanha dizimou o Uruguai por 4-0. A Inglaterra venceria a Argentina num grande jogo. No duelo de leste entre a URSS de Yashin e a Hungria venceram os soviéticos, demonstrando qualidade. O ultimo jogo foi entre Portugal e Coreia do Norte. Os norte-coreanos aos 22 minutos já ganhavam por 3-0. Mas foi aí que nasceu a estrela Eusébio. Marcou 4 dos 5 golos portugeses nesse jogo. O Pantera Negra viria a ser o melhor marcador da prova com nove golos. Esse jogo demonstrou toda a força dos portugueses.
Nas meias finais, a Alemanha venceu a URSS e Portugal não conseguiu derrotar a anfritiâ Inglaterra. Apesar disso, no jogo de atribuição do 3º e 4º lugar, os portugueses conseguiram ganhar à poderosa União Soviética. Curioso o facto destes três jogos terem tido o mesmo resultado : 2-1.
A final seria jogada no mítico Wembley entre Alemanha e Inglaterra. Perante 98mil espectadores, as duas selecções empataram 2-2 no final dos 90 minutos.
Geoff Hurst que tinha marcado um dos golos no período regulamentar viria a ser o heroi do jogo no prolongamento. Marcou os dois golos que deram o Campeonato do Mundo aos ingleses. Hurst foi o único jogador até hoje a marcar 3 golos numa final de um campeonato do Mundo.
A taça estava entregue aos Ingleses. Desde 1934 em Italia que uma selecção anfritiâ não vencia o Mundial.
Apesar da qualidade evidenciada pelos ingleses, foi notória um favorecimento especial por parte dos árbitros. Na meia final contra Portugal e na final. Ao minuto 98 Hurst marcou um golo que bateu no poste e voltou para as mãos do guarda redes. Não se sabe até hoje ao certo se a bola ultrapassou a linha de golo. Mas a verdade é que o golo contou. E disso não tem culpa a Inglaterra.....
Duas curiosidades em relação a este Mundial:
Correu o boato que a selecção norte-coreana trocava de jogadores durante o intervalo. Como eram semelhantes e fartavam-se de correr, pensou-se que alinhavam com diferentes jogadores em cada parte.
Este foi o mundial da violência. Houve muita pancadaria, especialmente no Argentina- Inglaterra em que o Inglês Nobby Styles fez valer a sua fama de "animal". Expressão usada pelo treinador da argentina depois deste encontro.
Depois de Inglaterra, vem aí o Mundial de 1970. O primeiro de dois certames que o México organizou....

1 comentário:

Francisco Castelo Branco disse...

Grande Mundial.
Gostava de ter estado vivo só para ver Eusebio e companhia a jogar.

Certamente a Inglaterra teve a melhor equipa...

Share Button