Etiquetas

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Um conto de Natal....

O Natal já não tem o mesmo significado á medida que vamos crescendo.....

Em pequenos só nos interessam os presentes. Fazemos uma lista, damos aos nosso pais e exigimos que eles nos comprem tudo. Se nos falta algum brinquedo da lista, amuamos. No nosso imaginário, o Pai Natal é o nosso melhor amigo. Aquele que traz os presentes nas costas. Que nos vai dar alegrias. Pouco interessa a reunião com a família, a união entre povos e a ajuda aos mais desfavorecidos. O nosso umbigo quando somos crianças é demasiado grande....

Depois tudo isso se torna irrelevante. Os presentes são cada vez menos, o interesse por eles também. Aliás, até começamos a achar ridiculo o porquê de termos de dar presentes numa altura destas. O ano está a acabar, Dezembro é um mês sem interesse e ainda por cima está frio. Muito frio!! Condimentos suficientes para darmos menos importância ao Natal. Imaginam o Natal no Verão? Com todos felizes porque está calor, ninguém está preocupado com constipações ou gripes A............... E no final do ano a carteira das pessoas normalmente está vazia.............E somos assaltados por campanhas só por causa do Natal : são os jantares especiais, só porque é Natal, quando no resto do ano está tudo metido para seu lado, são as festas "especiais" em honra do Natal, os anuncios e campanhas atraentes também só por causa do Pai Vermelho.

E por fim, o Natal daqueles que não têm nada nesta altura. Daqueles que vivem mal. Sem um presente para receber. Só que essas pessoas não podem ser só recordadas por causa do Natal. Porque no resto do ano também viveram mal. E durante esse período ninguem lhes dá importância.

O Natal alcançou na era da globalização e do consumismo um poder enorme. Tudo serve para se "utilizar" a palavra Natal.

Só espero que não acabem com a verdadeira razão do Natal.

Para vocês qual é?

3 comentários:

expressodalinha disse...

Nenhuma!

Cerdo disse...

Caro Francisco, há de vir o dia em que vai perceber que o natal vai ter mais significado que alguma vez teve para si. Quando tiver filhos vai perceber que para eles a alegria do natal nada tem a haver com o consumismo à volta, mas sim com uma magia de juntar a família bem disposta à volta do sentido de dar (aos mais pequenos), sem esperar receber ...

Francisco Castelo Branco disse...

Cerdo

espero bem q sim. E que nao se deixem afectar pelas campanhas publicitarias.
Daqui a 10 anos vao ser o quadruplo

Share Button