Etiquetas

domingo, 25 de outubro de 2009

Das declarações e falta delas...

Esta semana foi fértil em declarações...

Saramago, Socrates e o PSD foram os grandes protagonistas.

Esta semana José Socrates escolheu o novo governo. Um misto de caras novas, experiência e nucleo duro do PS, compõem o novo governo socialista. Das caras novas de realçar a escolha de Isabel Alçada para Ministra da Educação. Um nome conceituado na escrita nacional, mas ainda sem experiencia ministerial. Começou mal (ou terá sido Socrates?), quando no próprio dia disse que não tinha sido convidada para Ministra. É uma cara aceite, principalmente pelos professores, mas veremos até quando esta classe concordará com as suas politicas. De resto, caras novas, pessoas independentes, que podem ajudar a arranjar consensos entre os outros partidos.

De destacar a nomeaçao de Santos Silva para a pasta de Defesa e de Alberto Martins para a Justiça. O ex-ministro dos assuntos parlamentares continua a ser um braço forte de Socrates e uma importante força dentro do PS. Será que vai ter sucesso na Defesa? A saíde de Alberto Martins do Parlamento para Justiça é mais uma forma de garantir que a unidade dentro do PS principalmente em tempos de governo minoritário.

Continuam Vieira da Silva, Teixeira dos Santos, Silva Pereira e Rui Pereira. De certa forma, os ministros que mais contribuiram para a renovação da votação no PS.

O PSD também foi motivo de discussão durante a semana. Pelas razões de sempre : a liderança. Marcelo parece que não avança. Passos Coelho é o unico que se assumiu e Morais Sarmento não quer que o empurrem. Continua o PSD sem escolher o seu líder. Um unico lider. Os sociais-democratas não conseguem encontrar aquele que poderá ser Primeiro-Ministro e não apenas lider social-democrata. Enquanto não descobrem , o fantasma de Marcelo continua a pairar, Passos Coelho vai a todas como Santana Lopes e enquanto isso o PS continua unido e vencedor. Qual é o futuro do PSD?

Mais duas notas:

- Mais uma vez andamos perdidos a discutir temas como as declarações de Saramago. Tal como o episódio de Maitê, continuamos a dar importância a questões menores. É tipico de uma sociedade com pouco para fazer e discutir.

- Nota-se que o país está mais contente. Não é o efeito Socrates, mas sim a dinâmica JJ. Graças ao Benfica e às suas vitórias este país anda mais feliz!

Oxalá continua assim...

1 comentário:

expressodalinha disse...

O QUE É SUPERFICIAL É BOM. O RESTO CANSA...

Share Button