Etiquetas

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

pós eleições(1) : A Direita voltou

A Direita portuguesa voltou. Voltaram ao espaço político e social do país.

Da noite de ontem, há a destacar os sorrisos dos PP´s. Portas ladeado dos seus mais directos colaboradores fez um discurso de vitória. Cumpriu todos os objectivos a que o CDS se tinha proposto antes das eleições. Até excedeu....... Foi o melhor resultado desde há 26 anos...

Portas que foi dado como morto após 2005, deixou Ribeiro e Castro um tempo na liderança e depois voltou. Um pouco á imagem de Santana Lopes no PSD. Mas este com outros resultados.

É de esperar agora que seja o CDS a definir e a controlar a agenda politica do PS. Os impostos vão baixar? as PME´s vao finalmente poder ser recompensadas? Vai haver subsidio de desemprego para todos? veremos....

Da noite de ontem, há que destacar a derrota (mais uma) do PSD. O partido Social democrata não se define ideologicamente. Isto porque, não consegue estabilizar o seu lider. O PSD perdeu as eleições quando os seus militantes decidiram trocar Menezes por Mendes. Foi um erro. E ontem lá estava Filipe Menezes a criticar a liderança laranja. E depois dizem mal de Passos Coelho. E enquanto Alberto Joao Jardim continuar a dizer disparates e barbariedades, o PSD continente continuará a perder.

É altura do PSD fazer aquilo que o CDS fez : renovar seus quadros e dirigentes.

16 comentários:

ellen disse...

Será Francisco? hummmm não me cheira lol

Francisco Castelo Branco disse...

Acho que sim

E Paulo Portas estava "mortinho" por este momento. Principalmente de fazer coligação com o PS.

A bem do país é bom haver coligação.
É muito bom nao deixar o PS andar sozinho a fazer o que quiser.

Oxala Cavaco tenha bom senso.

Eu acredito naquelas medidas

ellen disse...

Deus te ouça :)
eu tenho o meu emprego actual em risco e não estou nada descansada com as medidas que o PS lançou para os FP (nem todos são calões e estão a pagar todos de igual forma...é injusto)
A ver vamos se nisso a coligação é mais conscenciosa.

Beijito

Francisco Castelo Branco disse...

ellen

estava a falar mais das medidas do CDS....

São essas em que eu acredito. Dai ter votado

Francisco Castelo Branco disse...

Como vai o PS e Socrates actuar na politica de grandes investimentos como o TGV e aeroporto??

Terá de "pedir" à oposição???

Mikas disse...

Paulo Portas modernizou o seu discurso, é um comunicador nato e soube passar as suas ideias da forma que achou melhor para ganhar votos. O facto de Manuela Ferreira Leite, por mais inteligente que seja, não ter dotes de comunicadora e ter em assuntos cruciais optado pelo silêncio foi uma benesse para Portas.

Francisco Castelo Branco disse...

Mikas

concordo com o que disseste, mas nao acho que ter dotes de comunicadora seja importante numa eleição...

lembras-te do post "um politico tem que ter boa imagem ou basta ser genúino...?"

Nao estamos nos EUA onde o discurso de obama fez correr Estados unidos inteiro.
Cá as pessoas que votam ligam menos a isso.

Apesar de Portas ser um bom comunicador, o CDS foi o partido que menos gastou

Anónimo disse...

Foi o que menos gastou, mas foi o que tudo ganhou!

Ab. FCB.

João Menéres.

Ruth Cruz disse...

Concordo quando dizes que o PSD não se define ideológicamente em granda parte por não existir um líder unânime...ou que reuna as características necessárias para esse propósito. MFL para além das divergências quase pessoais com alguns dos sonantes do partido, aliava a isso a falta de talento enquanto comunicadora...qualidades que sem dúvida Sócrates à esquerda (bem...uma esquerda "duvidosa" nestes útlimos 4 anos), e Portas à direita, e até o prórprio Louçã, têm, e que cativa eleitorado. Sinceramente acho que Portas aguarda ansiosamente o piscar de olho de Sócrates rumo à coligação...mas duvido que tal aconteça.
Independentemente das ideologias de cada um, apenas fico desolada, por ver os ditos "pequenos" partidos crescer somente porque não há força nas grandes "potências partidárias" do país, com programas ocos, cheios de ruídos, e casos por explicar. E expresso ainda o meu desagrado por ver um partido como o CDS-PP crescer tanto. Mas lá está...as minhas orientações a falarem mais alto...

Francisco Castelo Branco disse...

Ruth

nao percebo. Primeiro denotas preocupação pelo crescimento dos pequenos partidos. E depois desagrado pelo CDS também crescer.

Suponho que sejas PS, certo?

O que me dizes ao facto de Socrates ser um grande comunicador ... mas pecar por excesso?

Sendo assim é bom ser um bom comunicador? Nao penso.

É melhor ser genuino do que aparentar ter uma boa imagem.
É o contraste MFL vss Socrates e nesses termos prefiro politicos como MFl

ellen disse...

Eu não acredito em nenhum. Era ser ingénua demais com esta idade iludir-me com os nossos políticos rsssssssss
e a guerra já começou ontem com Cavaco e os submarinos do Paulinho :)))

Francisco Castelo Branco disse...

entao vota em branco ou abstêm-se?

Ruth Cruz disse...

Francisco,
talvez me tenha explicado mal...
O que quero dizer, é que lamento que os partidos ditos pequenos tenham crescido à conta de "votos de descontentamento" e não em votos por afinidade...isto falando no geral, claro está.
Até porque sou completamente a favor do´crescimento de novas forças políticas. Contudo, sendo convictamente de esquerda, e de acordo com os propósitos que tiveram na origem do PS, no momento identifico-me com o BE. Apesar de considerar excessivo o desejo de nacionalizações sem viabilidade de vingarem. E relativamente ao CDS...ai sim fico desapontada com o seu crescimento, porque apesar de reconhecer as excelentes qualidades de comunicador de Portas, considero-o, usando a expressão de Louçã, um "racista social"...talvez porque não me identifique com a direita do CDS, e porque fui imigrante, e pertenço a uma família de imigrantes...

ellen disse...

voto naquele que mais me identifico, apesar de saber que nada me irá valer... mas a esperança é a ultima a morrer né? :)

Beijinho

Francisco Castelo Branco disse...

Ruth

compreendo.
Acho que quem vota no BE fá-lo conscientemente. E muitas pessoas são mesmo do BE.
Já em relação ao CDS, tenho a convicção de que nestas eleições muitas pessoas votaram neste partido porque nao se identificaram com o PSD nem com a sua líder.

Penso que o CDS ainda sofre desse estigma partidário.

O que pode ser alterado com o desenrolar do seu papel nesta legislatura. Mesmo que seja uma alavanca do governo.

É a altura certa para o CDS conquistar os seus "eleitores", embora ache que cada vez mais as pessoas deixam de se identificar e muitas delas já não têm sequer partidos.

Francisco Castelo Branco disse...

ellen

mas hoje em dia as pessoas pensam muito assim. Mais até do que ser do partido A ou B.

Eu próprio já não tenho "aquele partido". Já nao faz sentido nos dias que correm, onde cada vez mais os partidos nacionais têm menos ideologia.
Os da Esquerda têm, mas e esse problema : são de esquerda.

mas eu também penso como a Ellen.

Eu voto naquele com que me identifico a cada momento

Por acaso, em duas eleições legislativas deu CDS, mas nas europeias foi PSD.

Share Button